segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Sarau de arte e literatura estudantis ocupa a praça e premia novos talentos

Colegiais da rede estadual dos municípios do Território Piemonte Norte do Itapicuru, incluídos no projeto TAL – Tempos de arte literária do governo do estado deram vida literária à Praça Nova do Congresso, na tarde/noite da última sexta-feira (14).

Sob a coordenação da Direc 28, a apresentação de poemas, crônicas, cordéis, teatro e história em quadrinhos – todos de sua própria autoria – levou a juventude dos 25 colégios finalistas a variadas emoções. Risos e aplausos da platéia alternados com nervosismo e choro de poetas e atores caracterizaram o ambiente da disputa artístico-literária.

Alunos e professores em grupos colegiais e municipais aplaudiram os incentivos do representante do prefeito Paulo Machado, o vice-prefeito Aurélio Araújo, do secretário municipal Hermógenes Almeida e da diretora regional da Direc-28 Rita Braz. No final, porém, cada grupo manifestava ansiedade pela classificação, títulos e prêmios do concurso para os seus representantes no palco.

Vitoriosos – A expectativa se desfez quando a mesa de cinco jurados somou a pontuação dos concorrentes, anunciada com suspense pelo professor Hélder Amorim com a seguinte classificação: em 1° lugar, com 216 pontos, o ensaio “O mundo do eu por uma conspiração insensata de vida” de Celiana Figueiredo (16 anos), do Colégio Estadual de Andorinha; empatados em 2° lugar, ambos com 204 pontos, ficaram a poesia “Viver sem fronteiras” de Hamilton Lima, do Col. Estadual Senhor do Bonfim e a poesia “Desperta Juventude” de Givanildo Hércules, do Colégio Estadual de Filadélfia; em 4° lugar, com 203 pontos, ficou a história em quadrinhos, em linguagem de cordel, “Sonho Falado” de Mª do Carmo Conceição Soares (61 anos), aluna do EJA no Teixeira de Freitas, de Senhor do Bonfim.

A “criatividade da produção artística e literária dos alunos do ensino público na região” e o “acerto do governador Jaques Wagner ao implantar o projeto em todo o estado” foram destacados pela professora Rita Braz, ao destinar os prêmios aos vencedores do sarau literário: telefone celular para o 1° lugar, relógio para 2° e 3° e pen drive para o 4° colocado. Cada ganhador ainda recebeu uma coleção de obras de autores da língua portuguesa.

A obra – Na opinião de jurados, o ensaio O mundo do ‘eu’ por uma conspiração insensata de vida, traz um título que induz à reflexão introspectiva e sugere algum enredo – o que se confirma no corpo do texto com demonstração de coerência (um dos critérios do concurso). A surpresa é que essa temática no gênero “ensaio”, exige rara habilidade lingüística ou muita criatividade de um aluno de média escolaridade. E mais uma vez a surpresa se assenta: A garota Celiana, do município de Andorinha, 16 anos, 3° ano, sem computador e apenas uma “consumidora de livros”, viajou na auto-análise de sua subjetividade e na análise da psicologia e da moral do mundo contemporâneo sem se perder. Tudo em bom português e em somente 30 linhas. Ela ganhou o título e o direito de representar a Direc 28 no Sarau Estadual do TAL, da Secretaria de Educação, a ocorrer no Palácio da Aclamação, em Salvador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As opiniões expressas nos comentários serão avaliadas pela redação, não sendo permitido ofensas, etc.