quinta-feira, 26 de novembro de 2009

POLÍCIA: Roubo a posto de combustível em Senhor do Bonfim

As 21h30min, da noite do dia (25/11), um homem em uma moto chegou ao posto de combustível POSTO CIDADE, e pediu para o frentista Leandro, abastecer a quantia de R$ 2, 00, sendo que o ocupante da moto estava de posse de uma arma de fogo aparentando ser um revolver calibre 38, anunciando assalto levando do frentista à quantia de R$ 400, 00, após o roubo o motoqueiro não foi identificado e conseguiu evadir-se tomando destino ignorado.
Até o presente momento não há pistas do paradeiro do assaltante.

EMPREGO: DIVULGAÇÃO DE VAGAS

SINE / SAC – Senhor do Bonfim
Está selecionando candidatos à vaga de:

Supervisor Financeiro:
Superior Incompleto (Cursando Administração ou Contabilidade);
Sexo indiferente;
Experiência de 06 meses.

Assistente Financeiro:
2º grau completo;
Sexo indiferente;
Experiência de 06 meses.

Analista de Departamento Pessoal:
2º grau completo;
Sexo indiferente;
Experiência de 06 meses.

Eletricista de automóvel:
Primário incompleto;
Sexo Masculino;
Experiência de 06 meses.

Operador de Máquina Rock:
Primário incompleto;
Sexo Masculino;
Experiência de 06 meses.

Operador de Máquina:
Primário incompleto;
Sexo Masculino;
Experiência de 06 meses.

Os interessados devem comparecer ao SINE/SAC – Senhor do Bonfim.
Horário de comparecimento ao posto: das 08h ás 13h30minh.
Atenciosamente: Coordenação / SINEBAHIA
26 de novembro de 2009

POLÍCIA: HOMEM SE ENFORCA DENTRO DE CELA DE CADEIA.

Nobelino Arsênio de Sena, 54 anos, residia no Povoado de Bom Jardim foi encontrado morto, provavelmente por enforcamento com o uso de uma alça de bolsa de nylon para se pendurar, hoje por volta das 7h, na cadeia do Complexo Policial do município de Caém.
De acordo com informações, ele se encontrava em cela individual, pois era acusado de aliciamento de menor, que seria uma enteada dele, havia cerca de três meses.
A morte, segundo a policia, deve ter ocorrido entre as 23h de ontem e as 7h da manhã de hoje. O provável motivo do suicídio, segundo a política, era que ele estava muito entediado e se sentindo isolado, pois não estava recebendo visita de familiares na cadeia. O corpo foi trazido para o IML de Jacobina, onde foi feito o levantamento cadavérico.

OPORTUNIDADE: ONG prepara, financia e lança 36 jovens empreendedores no mercado

A Comunidade Kolping, de origem alemã e internacionalmente firmada, em parceria com a EU (união européia e o governo bonfinense Cuidando da Nossa Gente entregou ontem (25) à noite, diploma de “Jovem Empreendedor” a 86 concluintes do curso de igual nome, 36 dos quais saem selecionados, com financiamento garantido e vão de imediato abrirem seus negócios.
Há 12 anos na Kolping, Viviane Campelo é a atual presidente da entidade não-governamental. Após dividir com líderes populares a tarefa de entregar os “canudos” a moças e rapazes entre 18 e 28 anos cedeu esta:
Entrevista I
– Como essa turma chegou a este momento?
Viviane: “Como faz a cada cinco meses a Comunidade Kolping inscreve jovens em seus projetos. Desta vez inscreveu 163. Preparou os 86 concluintes que estão aqui. Todos receberam aulas, disciplinas preparatórias para a vida do empreendedorismo social, na gestão de negócios, baseados na economia solidária e 36 deles tiveram os seus projetos selecionados”.
– O que significa “projetos selecionados”?
Viviane: “Significa que eles formaram grupos durante o curso, se identificam no que querem e sabem fazer, aprenderam a mexer com papéis dentro da lei, apresentaram planos viáveis para seus pequenos negócios e agora estão habilitados a receber financiamento e se lançarem como empreendedores”.
–Como se realiza a transição escola/mercado?
Viviane: “Nós achamos muito natural. A seleção é rigorosa. Só a metade chegou ao fim. Eles sabem e querem fazer, aqui aprendem mais, recebem R$ 5 mil e acham uma fortuna, vêm de áreas e famílias carentes, mas têm interesse. Como estão no perfil do nosso Projeto damos o empurrãozinho”.
–Eles pagam esse dinheiro quando, como?
Viviane: “Eles recebem o que lhes é destinado por estarem dentro dos critérios do Programa, bastante fiscalizado pela UE”. Recebem a fundo perdidos, mas são acompanhados por três anos com orientações do nosso lema: família trabalho, religião, diversão, solidariedade... Cada grupo tem seu projeto e seu sonho de ser independente e a empolgação de ser útil à sociedade.

Já que preparados nas diversas disciplinas de economia solidária, tiveram os seus projetos selecionados receberam também. Trinta e seis destes e leva esse nome, dos quais 36 empresários.
Keila deu certo
“Keila (28) Rua do Salgueiro, 270, bairro da Pêra: Aqui fiz informática, aprendi plano de negócios, relação com fornecedores, caixa, o que uma empresa exige; língua portuguêsa...”. “Sou cria da Kolping, me especializei profissionalmente aqui. Faço cabelo de ambos os sexos, barba, unha decorada”. “Meus sócios são meus irmãos: Tiago, que corta cabelo masculino e Heide Naiala, manicure; foram meus colegas de curso e agora são seus sócios”. “Vamos ter R$ 4.847 e fração para o salão de beleza dos três”. E vamos saber cuidar do nosso salão de beleza, sem erro. Porque temos metas a cumprir”. – Por quanto tempo? “Por três anos”.
Lidiane não deu
Lidiane (21) mora na Fazenda Tapuia, região de Igara, a 22 quilômetros de Bonfim. Entusiasmada com o curso de Formação Política que terminou ontem, no Kolping, lecionada por professores de Fortaleza. “Descobri que devo interferir na política. Não vou somente ouvir, como antes”. “Não fui contemplada. O meu grupo não deu certo; era um plano de Casa de Eventos, festas e gosto mesmo é de artesanato, tapetes, fuxico, crochê”. “Sou presidente da Associação de Pequenos Produtores Rurais”. “Vou tentar outra chance na comunidade”. “Estou feliz com os que foram selecionados”.
Contrapartida
O vice-prefeito Aurélio Soares e o secretário de Indústria e Comércio Cláudio Nunes representaram a Prefeitura Municipal que, ao lado da poderosíssima UE são “as únicas parceiras da Comunidade Kolping” em Bonfim, como ressaltou a presidente Viviane. Um apiário, um salão de beleza, dois salões de estética, uma lanchonete, um restaurante popular estão entre os sete projetos selecionados, cujos 36 novos empresários serão os proprietários. Nenhum sozinho. Até porque a Comunidade inclui que “A vida é fundamentada no social e as realizações devem ser compartilhadas”.
Fonte: Assessoria de Comunicação

SAÚDE: Epidemiologistas abrem encontro de nível direcionado para hepatites virais

Uma elite de pouco mais de 50 profissionais, basicamente médicos, enfermeiros, odontólogos deu início por todo o dia de ontem (25) a mais esperada Capacitação em Vigilância Epidemiológica das Hepatites Virais, em Senhor do Bonfim.
A atividade, organizada para durar três dias (26 e 27/11 também), sob patrocínio da Secretaria Municipal de Saúde, Vigilância Epidemiológica de DST / HIV / AIDS, tem a parceria dos governos Estadual e Federal; foi pensada para atualizar no mais alto nível a teoria e a prática dos profissionais que atuam na principal fronteira de combate às hepatites virais na cidade e região.
A participação do técnico do Programa Nacional de Hepatite Viral, Thiago Amorim, apontado como “essencial” e vindo de Brasília, se somou a nomes do âmbito do Estado e autoridades em hepatites A, B, C, D e E – o que “elevou o valor da capacitação” segundo a Coordenadora Maiane Farias Jambeiro.
Região
A quantidade de informações e a qualidade de seus conteúdos tornou indispensável a participação de Jaguararí, Campo Formoso, Filadélfia, Pindobaçu, Antonio Gonçalves, Ponto Novo, Andorinha e Itiúba cidades alinhadas a diretrizes de saúde da 28ª Dires.
O esforço dos nossos epidemiologistas para “repensar formas avançadas de enfrentar as hepatites virais” como foi dito na saudação de abertura pela manhã, teve respostas imediatas. A secretária de Saúde Gorete Braz já adiantava que “esse tipo de aprofundamento era um prêmio duplamente dirigido, ao aperfeiçoamento dos profissionais e ao merecimento da população”.
Infra
Na abertura da Capacitação, o gestor Paulo Machado confrontou situações de incidência das hepatites e de certas endemias com a ausência de infra-estrutura na maioria das cidades de nossa região. Só para fazer o saneamento básico em Senhor do Bonfim o orçamento chega a R$ 20 milhões, cifra muito acima das possibilidades municipais. “Temos que atuar na prevenção, no controle, e capacitações competentes são medidas administrativas alentadoras e indispensáveis”.
Fonte: Assessoria de Comunicação PMSB