quarta-feira, 3 de março de 2010

A HISTÓRIA DA NAVEGAÇÃO EM LIVRO SERÁ LANÇADO NA SEXTA-FEIRA EM JUAZEIRO


O Museu Regional do São Francisco – e não poderia ser diferente – será palco às 18h do dia 05 de março, sexta-feira próxima, para o lançamento da 3ª edição do livro “Navegação no Rio São Francisco – da Canoa ao último Vapor”, do escritor e jornalista Ermi Ferrari Magalhães.

O livro traz toda a história do Rio São Francisco – da nascente à foz – e faz uma trajetória cultural em torno dos ribeirinhos e seus costumes. O autor desenvolve tópicos para cada nome que o rio recebe e discorre sobre os fatos que originaram tal nomenclatura, com foco nos aspectos históricos e folclóricos também. É uma viagem no tempo e na história: Rio dos Currais, das Barcas, da Irrigação, da Energia, rio doador, rio da Integração Nacional.

Depois de localizar geograficamente e potencialmente o São Francisco, o autor conta a saga da navegação do velho Chico de forma bem dinâmica e ilustrada. Das primeiras tentativas de navegação com troncos de madeira pelos índios até os vapores, que são enumerados e historiados ricamente. “No livro você vai poder identificar todas as embarcações que fizeram a história da navegação. É uma memória rica, que precisa estar preservada na cabeça das novas gerações”, destacou o deputado federal Jorge Khoury, que promoveu a publicação dessa edição, para comemorar os 80 anos do escritor Ermi Ferrari, que se fosse vivo completaria 80 anos no dia 05/03.

A história do transporte de cargas e as primeiras idéias de transposição das águas do Velho Chico também estão na obra, assim como a memória dos náufragos, dos acidentes e das serelepes lendas folclóricas.

É um livro para se ter como fonte de pesquisa e para conhecimento cultural. “É preciso que as pessoas conheçam a história que existe em torno delas para buscar referências e isso o livro atende, quando o assunto é Rio São Francisco, sua navegação e lendas. Também servirá como suporte de pesquisa para as escolas públicas e privadas, pois a obra notifica dados e histórias muito interessantes”, destacou Rosá Ferrari Normanha, filha do autor, que faz a apresentação dessa edição.

O escritor e jornalista Ermi Ferrari Magalhães começou sua trajetória com as águas no exército Brasileiro, onde durante a II guerra Mundial, comandou o patrulhamento do litoral baiano. Também serviu ao então Ministério da Guerra usando a navegação do São Francisco para o transporte de tropas e material bélico. Ainda no mesmo período serviu ao exército no Rio grande do Sul, no papel de estrategista, chegando a ser embarcado em cargueiros da Lloyd, comboiado por aviões da FAB e navios da Marinha de Guerra – missão que cumpriu até a vitória das tropas aliadas, que deu fim à guerra. Depois, pediu a afastamento e veio cumprir a sua missão em Juazeiro, defendendo as águas e a vida em torno do São Francisco.