quarta-feira, 3 de março de 2010

Polícia civil captura assaltantes de moto em Bonfim

No último dia 13 de fevereiro de 2010, o moto taxista Marcos Roberto Silva Oliveira, residente na Pró-Morar, foi vitima de roubo e agressão física.
O fato se deu quando um dos assaltantes, JHONATA BERNARDE DE SOUZA OLIVEIRA, vulgo (NENÊ), chegou até a empresa DISK MOTO, aonde o Marcos trabalhava, e pediu para fazer uma corrida até o bairro rodoviário, quando já próximo ao ponto final de onde seria a corrida o JHONATA, colocou uma faca no pescoço da vitima, e já no ponto final próximo ao posto de saúde daquele bairro em um descuido do assaltante a vitima tentou tomar a faca e houve luta corporal entre ambos, sendo que um outro comparsa do assaltante que já esperava a vitima saiu do mato e ajudou agredindo ainda mais Marcos, que foi imobilizado, amarrado e teve sua cabeça perfurada por várias vezes, deixando-o abandonado no mato e levaram sua moto.
A polícia ao tomar conhecimento do caso, conseguiu através de mandato de prisão deter o JHONATA que havia sido identificado pela vitima, sendo preso no dia 19 de fevereiro.
Dando continuidade no caso, e após expedição de mandato de prisão pelo Juiz de direito da comarca de Senhor do Bonfim, Dr. Tardelli Boaventura, foi preso na manhã do dia 03 de março de 2010, em sua residência no Bonfim III, o outro autor do crime ALESANDRO ARAÚJO, vulgo (ALEX NEGÃO).
De acordo com a polícia a dupla já havia praticado outros delitos no bairro da Olaria com os mesmos requintes de barbaridades.
A dupla encontra-se no complexo a disposição da justiça.

AS FAMILIAS DO MPA SE REÚNEM PARA DEBATER E COMEMORAR VI ENCONTRO

Amanhã, dia 4 de março, estão chegando 1000 camponeses e camponesas em Senhor de Bonfim para comemorar os dez anos do Movimento dos Pequenos Agricultores na Bahia.

Este vai ser o VI Encontro Estadual do movimento e tem como Lema “10 anos de luta e afirmação camponesa” e como tema “MPA-BAHIA, reafirmando o campesinato rumo à transformação social”.

Nos próximos dias as famílias camponesas irão debater sobre a conjuntura atual, a história do movimento, e as linhas e estratégias para os próximos anos.

Vai ter também oficinas praticas de agroecologia, gênero, auto sustentação, teatro, medicina alternativa, sementes crioulas, comunicação...

Terminará no dia 8 de março, Dia Internacional de Luta de Mulheres, com um ato especial e o retorno, para seguir a luta, ás comunidades.vi

Roberto Muniz visita assentamento em Bonfim e anima conclusão de benfeitorias

A Fazenda Suiça, que cerca boa parte dos limites urbanos de Senhor do Bonfim, serviu de palco hoje para um encontro especial entre o secretário de Agricultura do Estado da Bahia, o Dr. Roberto Muniz e dirigentes do Ceta (Movimento Estadual de Trabalhadores Assentados, Acampados e Quilombolas da Bahia), que há cinco anos ocupam a fazenda.

A visita do secretário de estado bem como o encontro com lideranças do Movimento pautou-se por demandas de recursos que completem o acabamento de uma Escola de Formação de Agricultores no assentamento visitado, o “Terra Verde”. A dimensão da obra, com mais de 800 m² de área construída, 10 banheiros, 20 quartos, refeitório, cozinha e amplos espaços impressionou positivamente ao Dr. Roberto Muniz e a equipe de assessores da Seagri.

A voz de Muniz

As obras estão bem adiantadas, de 30 a 60 dias estarão finalizadas e prontas para o funcionamento de cursos. Falta no projeto a inclusão de escoamento para os banheiros, a proteção externa das esquadrias de madeira e alguns itens menores. É, portanto, uma obra proveitosa para a formação de agricultores, o que interessa ao caráter da política de inclusão do governo Wagner, à agricultura familiar e à economia municipal. “E possível que no segundo semestre estejamos inaugurando a Escola de Formação” – afirmou Roberto Muniz.

Assentamento

O assentamento Terra Verde visitado pelo secretário faz parte de outros assentamentos do Ceta na região. Sua imensa área compreende toda a antiga Fazenda Suíça, muito conhecida pela imponência de sua represa, a arquitetura da casa-sede e a beleza natural de sua área verde. E estende-se por 935 hectares de terras boas e agricultáveis.

Ocupada, em março de 2005, por agricultores sem terra, estes ganharam “imissão de posse” em 2007 e a área se tornou num assentamento legal, e abriga hoje 18 famílias. Cultivando salsa, coentro, agrião e variedades comestíveis, os assentados consomem e comercializam os produtos em mercadinhos e na feira-livre local. O titular da Seagri, valorizou também o fato de a Bahia possuir atualmente cerca de 670 mil pessoas engajadas na Agricultura Familiar, o maior contingente de um estado no país.

Prestígio

A representação de órgãos como a CPT, MPA, MST, prefeitura municipais de Itiúba e de Senhor do Bonfim (esta pelo vice-prefeito Dr. Aurélio Soares), vereadores e líderes de assentamentos regionais convalidaram o encontro. O evento foi tido como “cordial” e “positivo” por Joaquim Ferreira e Marivânia, ambos do Ceta, e como “importantíssimo” no discurso de Penedo, um dos membros da comitiva do secretário Roberto Muniz. Oradores do Ceta lembraram do apoio dado pela gestão municipal do Governo Cuidando da Nossa Gente ao Acampamento Terra Verde.

Governo Cuidando da Nossa Gente
Assessoria de Comunicação Social

Pressionada, Câmara aprova piso nacional para policiais

Com forte pressão de policiais durante todo o dia, com deputados reclamando de intimidação e com bloqueio de acesso ao prédio do Congresso, a Câmara aprovou na noite desta terça-feira, 2, o texto principal da proposta de mudança na Constituição que fixa um piso nacional provisório para os policiais civis, militares e para integrantes do corpo de bombeiros, no valor de R$ 3.500 para soldados e de R$ 7.000 para oficiais. Os deputados ainda votarão itens do projeto, o que permitirá mudanças no texto aprovado ontem. O placar registrou 393 votos favoráveis e duas abstenções. Após a conclusão da votação em dois turnos na Câmara, a proposta seguirá para o Senado. Cerca de 120 policiais militares acompanharam a sessão nas galerias da Câmara. Além do valor provisório, o projeto estabelece que uma nova lei federal fixará um piso definitivo, no prazo de seis meses. Junto com a nova lei, será criado um fundo a ser bancado pela União para complementar o pagamento dos salários, atualmente de responsabilidade dos Estados. Os deputados não souberam especificar o impacto que o piso provocará nos orçamentos, por causa das diferenças nas tabelas salariais.

Feirante morre e outro fica ferido na BR-324 quando viajavam para Gavião


O motorista Bento Andrade Souza, 38 anos, residente na Rua Jorge Amado, na cidade de Capela do Alto Alegre, pai de três filhos, morreu na manhã desta terça-feira (02), após ser atropelado no Km 387, da BR 324.

Ele estava ao lado da caminhonete D 10, placa JLT 3959 - licença do município de Capela do Alto Alegre, quando um veiculo de dados não anotados, perdeu o controle e atingiu à lateral do seu carro, lhe imprensando e impulsionando o carro para frente, atingindo Leandro Souza Santos, que estava no acostamento, porém na frente do carro.

O fato - Bento Andrade saiu da cidade de Capela do Alto Alegre, ás 04h30, transportando 25 ovelhas, de propriedade do criador Cândido Pereira da Silva, 56 anos, que iria comercializar os animais na feira da cidade de Gavião. A 05 km da cidade, o carro faltou combustível, Cândido, juntamente com outro homem de pré-nome Carlinhos, foram providenciar outra caminhonete para transportar os animais e mandar levar o óleo diesel.

Cândido retornou logo, levou os animais para feira e Carlinhos veio em seguida com o combustível e encontrou os dois caídos. "Bento estava no chão e Leandro debaixo do carro e eu quase não acreditava no que estava vendo".

Depois de muito esforço, Leandro Souza Santos, 34 anos, residente na Rua Ruy Barbosa, em Capela do Alto Alegre, foi retirado debaixo do veiculo e encaminhado ao Hospital Municipal em Riachão do Jacuipe. Dado a gravidade dos ferimentos, foi transferido para o Hospital Geral Clériston Andrade, em Feira de Santana, onde está internado em estado grave.

No local do acidente ficaram vários pedaços de madeiras da carroceria do veiculo causador do acidente e o principal suspeito é um homem conhecido apenas por "Seu Zé", que mora em uma comunidade rural de São Domingos e estaria seguindo para a cidade de Gavião também transportando animais para serem comercializados.

Bento foi motorista da prefeitura de Capela do Alto Alegre por muitos anos e a dois, estava afastado do serviço público. Segundo familiares que compareceram ao local, ele era um bom motorista e não costumava fazer este percurso, pois viajava "por dentro", uma estrada vicinal com 25 km de distancia entre Capela do Alto Alegre e Gavião. "Exatamente hoje ele inventou de vir por aqui", lamentou Antônio Pedro, agricultor e amigo da família.

O corpo da vítima permaneceu por muitas horas exposto ao lado da caminhonete, aguardando a chegada dos peritos do Departamento de Polícia Técnica de Jacobina.

Assaltantes são mortos em Coité depois de assaltar Sicoob em Retirolândia

Quadrilha composta por três homens assaltou a agência SICOOB de Retirolândia na manhã desta terça-feira (02). Na fuga do grupo, houve o confronto com a PM em Conceição do Coité e todos acabaram morrendo.

Walme Rodrigues Marques, 35 anos, Samuel de Azevedo Menezes, 26 anos, naturais de Salvador e Sidney Santos Santana, 26 anos, natural de Vera Cruz, morreram em conforto com a polícia no final da manhã desta terça-feira (02), no bairro Açudinho, próximo ao CAIC na cidade de Conceição do Coité depois de assaltarem a agência do SICOOB/COOPERE de Retirolândia

Eles estavam no veiculo Fox preto, p/p JPW-7576, licença de Salvador e uma nota fiscal eletrônica foi encontrada no porta luvas do carro, que teria abastecido ás 08h32 no Auto Posto Ritiro, onde colocaram R$ 50,00 de gasolina e permaneceram na cidade até ás 09h50, horário do assalto.

Segundo informações de um mototaxista, que não quis se identificar, dois deles entraram inicialmente na agência do Banco do Brasil, observaram as câmaras e saíram. Depois entraram na agência do SICOOB e anunciaram o assalto levando todo dinheiro dos caixas, cerca de R$ 2.700,00 em espécie e uma pequena quantidade em moeda.

Todo ação transcorreu em silêncio, sem chamar atenção das pessoas que estavam sentadas no jardim da Praça 27 de Julho ou passando em frente ao banco. O que anunciou o assalto levantou a camisa, mostrou à arma ao gerente e disse que ficasse calmo, pois se tratava de um assalto.

Tudo parecia que tinha dado certo, pois saíram tranqüilamente, entraram no carro estacionado em frente ao banco, deram uma volta pelo abrigo, utilizando a mão normal do trânsito e seguiram para BA 120, pegando o rumo de Conceição do Coité. Todo percurso no perímetro urbano foi feito com velocidade sem chamar atenção das pessoas, sendo que só aumentaram quando pegaram à rodovia.

Perseguição - Segundo o delegado de Conceição do Coité, Gustavo Ameno Coutinho, que vem atuando como delegado substituto de Retirolândia, assim que eles saíram da agência, a polícia foi informada e logo passaram as informações através do sistema de rádio para região.

Ao tomar conhecimento do fato, uma guarnição da PM, comandada pelo Capitão Joilson Lessa da 4ª CIA, foi até o contorno da BA 409 com a BA 120, no bairro Açudinho, onde encontraram com o Fox preto.

"Neste momento eles ao perceberem a gente, entraram a direita, andaram uns cem metros, desceram do carro atirando. Chamamos reforço e com a chegada da segunda guarnição, intensificou a troca de tiros e dois deles, Walme e Samuel foram alvejados e rapidamente levamos ao pronto-socorro do Hospital Almir Passos, aonde chegaram sem vida", contou o capitão Lessa.

Com a chegada do reforço policial de Serrinha, Santaluz e Retirolândia foi feito um cerco para prender o terceiro assaltante, sendo que os policiais foram surpreendidos quando ele começou a disparar de dentro de uma casa em construção. "Infelizmente não teve como evitar, o Sidnei acabou ferido e foi levado para o Hospital, aonde também chegou sem vida", relatou o capitão.

Todo dinheiro resultado do assalto foi recuperado. Estava dentro de uma bolsa preta, com outros objetos, tipo lupa, conjunto de chaves que possivelmente seriam utilizadas em arrombamento, fazendo com que a policia não descartasse a possibilidade de serem os autores dos arrombamentos dos quichês das agências do Banco do Brasil de Valente e Conceição do Coité, na noite de domingo (28).

A polícia também encontrou uma agenda, ano 2008, só com as primeiras páginas usadas, onde relacionavam as cidades de Conceição do Coité, Retirolândia, Valente e Serrinha, como possíveis agencias que iriam agir e relacionavam objetos de informáticas que iriam comprar. Em uma segunda página, deveriam ligar para a cidade de Mairi, solicitando o orçamento.

De acordo com informações do Delegado de Polícia de Conceição do Coité, Gustavo Ameno, um dos assaltantes quando percebeu o cerco, quebrou o celular que trazia no bolso e danificou o chip com os dentes, "possivelmente para a polícia não ter acesso aos telefones dos comparsas", supõe o delegado, achando inclusive que tem parceiros na região.

Carro clonado - O veiculo Fox preto usado pelos assaltantes, placa JPW 7576, Salvador, segundo informações da polícia, tinha os documentos clonado e até o fechamento desta matéria, não tinham descoberto sua origem.

A cidade viveu mais um dia de muito agito, as pessoas na curiosidade de sempre se dirigiram ao necrotério do Hospital Almir Passos para acompanhar a chegada dos corpos. O Fox se encontra no estacionamento na Delegacia de Policia da cidade.

Além deste carro a policia fez rondas na região em busca de um Fiat Idea, que segundo informações na cidade de Retirolândia, o referido veículo que tem placa de Brasilia -DF estaria com outro grupo pertencente a mesma quadrilha. também em Retirolândia, encontra-se internado com sinais de espancamento um adolescente menor de idade que é de Minas Gerias e teria envolvimento com o bando, porém ele nega as acusações. Informações davam conta que o mesmo foi espancado pela propria quadrilha.


Jovem é morto por policiais que estavam na operação

Segundo a Polícia, quando toda a guarnição estava no Hospital, uma pessoa teria informado que eles tinham uma casa alugada no final da Rua Leoponido Ramos em Coité, foi deslocado para o local uma guarnição. Quando passava próximo ao bairro da Pampulha, foi recebida a "bala". Neste mesmo instante solicitou reforço e iniciou outra troca de tiros, sem que polícia soubesse especificamente quem estaria disparando contra a guarnição e logo reconheceram trata-se de Carlos Rodrigo Oliveira Gomes, 19 anos, conhecido por Rodiguinho, que foi ferido e levado ao Hospital Almir Passos, aonde chegou sem vida. "Somente esta semana, mais de vinte pessoas compareceram a delegacia para prestar queixas contra ele por roubo, arrombamento e tráfico de droga, pois comandava o craque na área", disse o Delegado.

"Apesar de várias passagens pela polícia, não sabíamos exatamente a idade dele, pois a mãe sempre vinha a Delegacia resolver seus problemas e dizia que ele era menor e não tinha documento e só hoje, para providenciar a guia de encaminhamento para o IML e posteriormente seu sepultamento tivemos acesso a sua certidão de nascimento e tomamos conhecimento que ele tem 18 anos e irá fazer 19, no dia 03 de outubro", falou Gustavo Ameno ao CN.

Ainda segundo o delegado, Rodriguinho vinha aterrorizando o bairro da Pampulha e por duas vezes atirou contra a viatura da PM que fazia ronda no local. Ao tomarem conhecimento da morte de Rodriguinho, alguns moradores do bairro chegaram a festejar.

A HISTÓRIA DA NAVEGAÇÃO EM LIVRO SERÁ LANÇADO NA SEXTA-FEIRA EM JUAZEIRO


O Museu Regional do São Francisco – e não poderia ser diferente – será palco às 18h do dia 05 de março, sexta-feira próxima, para o lançamento da 3ª edição do livro “Navegação no Rio São Francisco – da Canoa ao último Vapor”, do escritor e jornalista Ermi Ferrari Magalhães.

O livro traz toda a história do Rio São Francisco – da nascente à foz – e faz uma trajetória cultural em torno dos ribeirinhos e seus costumes. O autor desenvolve tópicos para cada nome que o rio recebe e discorre sobre os fatos que originaram tal nomenclatura, com foco nos aspectos históricos e folclóricos também. É uma viagem no tempo e na história: Rio dos Currais, das Barcas, da Irrigação, da Energia, rio doador, rio da Integração Nacional.

Depois de localizar geograficamente e potencialmente o São Francisco, o autor conta a saga da navegação do velho Chico de forma bem dinâmica e ilustrada. Das primeiras tentativas de navegação com troncos de madeira pelos índios até os vapores, que são enumerados e historiados ricamente. “No livro você vai poder identificar todas as embarcações que fizeram a história da navegação. É uma memória rica, que precisa estar preservada na cabeça das novas gerações”, destacou o deputado federal Jorge Khoury, que promoveu a publicação dessa edição, para comemorar os 80 anos do escritor Ermi Ferrari, que se fosse vivo completaria 80 anos no dia 05/03.

A história do transporte de cargas e as primeiras idéias de transposição das águas do Velho Chico também estão na obra, assim como a memória dos náufragos, dos acidentes e das serelepes lendas folclóricas.

É um livro para se ter como fonte de pesquisa e para conhecimento cultural. “É preciso que as pessoas conheçam a história que existe em torno delas para buscar referências e isso o livro atende, quando o assunto é Rio São Francisco, sua navegação e lendas. Também servirá como suporte de pesquisa para as escolas públicas e privadas, pois a obra notifica dados e histórias muito interessantes”, destacou Rosá Ferrari Normanha, filha do autor, que faz a apresentação dessa edição.

O escritor e jornalista Ermi Ferrari Magalhães começou sua trajetória com as águas no exército Brasileiro, onde durante a II guerra Mundial, comandou o patrulhamento do litoral baiano. Também serviu ao então Ministério da Guerra usando a navegação do São Francisco para o transporte de tropas e material bélico. Ainda no mesmo período serviu ao exército no Rio grande do Sul, no papel de estrategista, chegando a ser embarcado em cargueiros da Lloyd, comboiado por aviões da FAB e navios da Marinha de Guerra – missão que cumpriu até a vitória das tropas aliadas, que deu fim à guerra. Depois, pediu a afastamento e veio cumprir a sua missão em Juazeiro, defendendo as águas e a vida em torno do São Francisco.