quarta-feira, 17 de março de 2010

“É PRECISO CRITICAR COM RESPONSABILIDADE”

O prefeito Paulo Machado considerou como já esperadas as acusações feitas ao seu governo pelo vereador Laércio Muniz, em entrevista concedida ao programa jornalístico Canal Aberto, da Rádio Caraíba, nesta terça-feira, dia 16 de março: “O vereador é vezeiro em fazer acusações generalizadas, sem avaliar em profundidade o que está por trás dos fatos e dos números. Ele precisa se afirmar na política como político de oposição e não mede distância no que fala. Mas é preciso criticar com responsabilidade, há uma responsabilidade ética e social a ser observada, cada vez que se vai a um microfone, a uma tribuna, a um espaço público. E este compromisso ético e social não faz parte do currículo do vereador, um franco atirador da política. Prefiro contudo a avaliação do povo bonfinense, que é bem diferente da avaliação excessivamente radical e negativa de Laércio Muniz”, afirma o prefeito.


AS ACUSAÇÕES DO VEREADOR – Comentando o teor das declarações do entrevistado, o prefeito Paulo Machado diz que há afirmações tão descabidas que não merecem nem resposta. É fácil pegar uma máquina e sair fotografando um buraco aqui, um esgoto ali, um mato acolá, e concluir que tudo vai mal. “Tenho consciência de que a cidade tem muitos problemas, não tenho servidores em suficiência para resolver de imediato os problemas, que se acentuam a cada chuva, mas estamos trabalhando e nossas equipes estão nas ruas e bairros. Há redes centenárias de esgoto, calçamentos frágeis e deteriorados, tudo isto conspira contra a ação administrativa da cidade. Chamei mais garis, serviços gerais, contratei engenheiros e arquitetos, mas Bonfim é uma cidade de quase 80 mil habitantes e os efeitos dos serviços não aparecem com rapidez”, diz o prefeito Paulo Machado. E continua: “se eu sair em qualquer cidade da Bahia ou do Brasil com uma máquina na mão, fotografando coisas isoladas, o retrato será o mesmo. É preciso ver a cidade como um todo, e isto a população está vendo, bem melhor que a análise enviesada do vereador”.



O CASO DAS DIÁRIAS: “O vereador diz que investimos muito em diárias. Esqueceu de dizer que temos dez motoristas da saúde, que recebem, cada um, 800 reais fixos por mês a título de diárias, para conduzir diariamente pacientes a Juazeiro e capital; que professores se deslocam para treinamento e formação; que os agentes de trânsito receberam 15 dias de formação em Jacobina, seguidos, em 2009; e que técnicos e secretários precisam se deslocar para encontros, reuniões de trabalho e formação. Bem como o próprio prefeito, que se ficar imobilizado no gabinete nada consegue para Senhor do Bonfim” , explica Paulo Machado.



O TERRENO DA UNIVASF: “Ao lado de Brasileiro e de Zé Antonio tudo fizemos para trazer a Univasf. para nossa terra Fomos a Petrolina e a Brasília, elaborei o projeto inicial e proposta de curso. Trabalhamos na frente acadêmica e na frente política. A Univasf recebeu 30.000 metros do empresário Maurício Cardoso, próximo à rodoviária, mas preferiu os 10.000 metros do Parque da Cidade. Optou por uma área em que só lhe restaria crescer verticalmente, na construção, ou fazer um novo campus em terreno que Maurício Cardoso continua a oferecer. O município doou áreas para o Laboratório, a Câmara de Vereadores, o Colégio Modelo, a Clinefro, a Igreja Batista Sião e por fim à Univasf. Nada restou para a construção do Centro Administrativo Municipal ou ´para uso direto do município. Há apenas uma área de 800 metros quadrados atrás da Igreja Batista Sião e que estou reservando para a construção da administração do parque, secretaria de meio ambiente, sala verde, auditório e salas de educação ambiental, projeto que será aberto a estudantes e população. É injusto despojar o município da única nesga de terra que lhe restou no Parque da Cidade. O vereador defende no entanto que se doe o pouco que o município possui no parque, à Univasf. Depois, ali não caberia nem mais um curso, quanto mais três, como ele diz. E o que temos de certo para Bonfim é o Curso de Ciências da Natureza, iniciado este ano, e em funcionamento”, arremata o prefeito Paulo Machado.



As outras questões levantadas pelo vereador Laércio Muniz serão abordadas pelo prefeito Paulo Machado em entrevista a ser programada em emissoras locais. “Enquanto isto, estamos esperando que o vereador apresente ao menos um projeto à Câmara. Só queremos um projeto, apenas um, nada mais”, conclui o prefeito.

Anderson Luz continua prefeito de Ponto Novo

A audiência de ontem, dia 16 no TRE, decidiu que Anderson Luz continua no cargo de Prefeito de Ponto Novo. A audiência julgou e arquivou o recurso relativo ao "agravo". Agora, os processos aguardam o julgamento do mérito, sendo que no próximo dia 23, já há pauta de audiência

HOMEM ABANDONA CARRO COM PEDRAS PRECIOSAS



POLICIAIS RODOVIÁRIOS FEDERAIS DA DELEGACIA 10/04, NA TARDE DE ONTEM(16/03), POR VOLTA DAS 17:50h, NO KM 32 DA BR 407, PRÓXIMO A LOCALIDADE DE JUREMAL, MUNICÍPIO DE JUAZEIRO, PERCEBERAM UMA PESSOA E UM VEÍCULO ENTRE ARBUSTOS ÀS MARGENS DA RODOVIA. A VIATURA RETORNOU E O INDIVÍDUO EVADIU-SE DEIXANDO O VEÍCULO PALIO DE PLACA JSP-9833-SALVADOR-BA. OS PRFs ABRIRAM O VEÍCULO E DESCOBRIRAM QUE O MESMO ESTAVA COM UM CARREGAMENTO CLANDESTINO DE PEDRAS PRECIOSAS E SEMI-PRECIOSAS NO ESTADO BRUTO E ALGUMAS POUCAS JÁ LAPIDADAS. O VEÍCULO E A MERCADORIA FORAM ENCAMINHADOS PARA A POLÍCIA FEDERAL EM JUAZEIRO, PARA AS DEVIDAS PROVIDÊNCIAS.