sábado, 29 de maio de 2010

Leitora agradece atendimento no Hospital Dom Antonio Monteiro

Quero através deste meio de comunicação que muito admiro e elogio sempre, parabenizar o "Hospital D. Antonio Monteiro”, pois na noite do dia 28, acometida de um grande mal-estar, que poderia ter me levado à óbito, fui conduzida até aquela casa de saúde e prontamente fui atendida, primeiramente pela enfermeira que já se encontrava na portaria daquele local e logo depois pelo médico plantonista daquela noite.
Fico imensamente agradecida, primeiramente a Deus, pela oportunidade de mais uma vez, ter me poupado à vida, e pelo atendimento a mim proporcionado naquela noite.
Não quero com isso dizer, que algumas pessoas por "n” motivos saem descontentes dali, por não terem tido o atendimento necessário para si ou para seus familiares, mas me refiro e parabenizo mais uma vez, ao medico e técnicos ali presentes, assim como todos os funcionários que gentilmente estavam a postos para me socorrer num momento de tão grande aflição.
Que Deus abençoe você Netto, por seu desempenho profissional, e mais uma vez rogar a Deus toda sorte de bênçãos p/ aqueles funcionários daquela casa de saúde, que muito tem servido à toda nossa região.
Fica aqui registrado os meus agradecimentos e p/ você um forte abraçao!
Att: Luciane Silva

Legistas já


Familiares dos jovens que morreram no inicio do mês de maio na barragem do aipim em Pindobaçu, estiveram manifestando suas indignações a respeito do desrespeito com as vítimas de mortes não naturais, de Senhor do Bonfim e região que sofrem na hora da dor de perderem um ente querido e amargurar a dor de ver o corpo ser transferido para Juazeiro a fim de ser necropsiado.
Recentemente foi feito pelos mesmos familiares um abaixo assinado onde a comunidade de Bonfim compareceu em massa e colaborou, sendo arrecadado cerca de cinco mil assinaturas pedindo um legista urgente para o IML de Bonfim.
O Prefeito de Bonfim se comprometeu em receber as famílias na próxima semana em seu gabinete, para falar sobre o assunto e buscar uma solução para o caso.

CULTURA PURA


SANFONEIROS FIZERAM UMBRILHANTE ENCONTRO NA PRAÇA DR. ANTONIO GONÇALVES, E SEM REPETIR NENHUMA MÚSICA ENCANTARAM A POPULAÇÃO QUE CAIU NUM FORRÓ PÉ DE SERRA DO BOM.

Noite do Pop e do Reggae no parque da cidade

A BANDA SOM URBANO SOB O COMANDO DE JÃO CAMPELO, MOSTROU UM ESTILO DE POP ROCK DE QUALIDADE AO CANTAR MÚSICAS DE BANDAS CONSAGRADAS COMO SKANK, JOTA QUEST, CAZUZA, ETC, ALÉM CLARO DE MÚSICAS DE COMPOSIÇÃO DE JOÃO CAMPELO, CONQUISTANDO O PÚBLICO PRESENTE NO PARQUE DA CIDADE NA NOITE DO DIA 27 DE MAIO



COM MUITO ESTILO O FILHO DE EDSON GOMES , ISAC GOMES MOSTROU QUE FILHO DE PEIXE PEIXINHO É, E AGRADOU MUITO MAIS O PÚBLICO QUE O PRÓPRIO PAI, QUE CHEGOU COM UMA MORAL DESNECESSÁRIA, DE UM ARTISTA QUE SE DIZ CLAMAR PELA LIBERDADE, CHEIO DE MORAL NÃO QUIS NEM FALAR COMO PREFEITO MUITO MENOS COM A IMPRENSA PRESENTE NO EVENTO, MAS ISAC MOSTROU A QUALIDADE DE UM BOM REGGAE.

Exclusivo: policial desaparecido foi visto em Pernambuco

Nem raptado, nem morto, o policial Iomar, que era tido como desaparecido desde a noite do último domingo (23/05), na cidade de Senhor do Bonfim, depois que encontraram sua moto, sua credencial, capacete, blusão entre outros pertences, próximo ao terminal rodoviário, enfim chega ao fim todo esse mistério, nossa equipe foi informada que o policial foi visto e filmado realizando um saque em uma agência bancária em uma cidade do estado de Pernambuco.
Ainda de acordo com as informações oficiais, ele teria forjado seu desaparecimento, uma vez que, sabendo ele que iria ser intimado, sobre as acusações que vem respondendo, a respeito de um assassinato de uma adolescente na cidade de Juazeiro a dois anos atrás, ele também é acusado de ter mandado assassinar sua primeira companheira em Salvador.
A policia continua investigando, e em busca do paradeiro do policial.

HOMICÍDIO: cantor foi morto no Alto da Rainha


Ademar Galdino Moraes de 47 anos, estava em sua residência por volta das 21:00h, quando recebeu uma ligação no celular de uma mulher que se identificou como Mariza, que desejava contrata - lo para um show e desejava-lhe encontrar no Terminal Rodoviário para acertar detalhes.

Quando passava na rua Iara Torres, no bairro Alto da Rainha, foi atacado por dois homens que o imobilizaram com uma gravata no pescoço e o arrastaram para uma área ao lado..onde o estrangularam , possivelmente com uma corda de nylon.

Populares perceberam a ação e da dupla criminosa e chamaram a policia que chegou minutos de encontrando o cantor caído de bruços. A equipe do Samu foi chamada e ainda prestou o primeiro atendimento no local, porém sem conseguir reanima - lo.
Pelas primeiras informações os criminosos levaram o celular da vitima e a policia encontrou próximo ao corpo uma sacola com um machado.

A policia civil de Senhor do Bonfim instaurou inquérito para desvendar o crime e prender os autores, devendo inclusive ouvir familiares, testemunhas e com certeza deverá pedir a quebra do sigilo telefônico do cantor para identificar o número da tal Mariza, que é peça importante da elucidação do caso.

"Festa" : Leitor reclama falta de segurança na festa do Reggae

Venho através deste mostrar a minha indignação com os Organizadores/Prefeito/Responsáveis por esta "festa". Venho relatar o que acabou de acontecer comigo. Sem lugar pra estacionar, estava dando a volta logo após o Campo Clube em direção ao CAPS quando escuto uma discursão. Um rapaz mandando o outro deitar sob pontapés, o outro rapaz às quedas conseguiu correr onde o agressor sacou uma arma acobertada por um saco plástico disparou contra o indivíduo. Não sei o resultado (estava ocupado arrastando meu carro) procurei um policial e não encontrei. Por favor, avisem ao prefeito/responsável que quando for dar uma "festa" deste tipo, tenha POLICIAMENTO para assegurar nossa vida. Um ABSURDO o que aconteceu ! ! ! ! Não tem POLÍCIA?! Chama o palhaço Gozo, o Trem da Alegria, Mara Maravilha, sei lá?! Não pode é botar um que tem a fama de fazer "apologia" à droga para uma festa sem policiamento. Decepção absoluta da administração de Senhor do Bonfim. E olha que nossa família apoiou com votos esta equipe.

Sem mais, Raphael
Agradeço o espaço.

Paulo Machado lança “Páginas Bonfinenses” no contexto da cidade


Sob o cerco presencial de figuras do mundo acadêmico, literário, artístico, midiático, da Filarmônica União dos Ferroviários Bonfinenses e monólogo teatral, o prefeito Paulo Machado lançou às 18 horas desta quinta-feira (27) no pátio interno do arqui-histórico prédio da Prefeitura Municipal, a coletânea de crônicas “Páginas Bonfinenses”. Trata-se do 11° livro do autor.
Semelhantemente à linguagem das 20 crônicas desta obra de 66 páginas, o breve discurso de Paulo Machado foi rico de informalidade, cheio de humor e de singulares expressões de sentimento. Às 21 horas, autografava o enésimo exemplar de “Páginas Bonfinenses”. O advogado Antonio Campos, engenheiro Pedro Deraldo, Frei Monteiro, Tito Rocha, Verbênia Tércia, Amenair e dezenas de concorrentes já estavam contemplados com a dedicatória. Quando lhe foi perguntado “O que é este livro?”, ele nem meditou: “É um filho. O mais novo. Por isso merece esse carinho todo especial, esse afago em relação a Páginas Bonfinenses, que na verdade vem completar toda uma experiência de espírito e reflexão em torno da vida da minha cidade querida de Senhor do Bonfim”.

O microfone se afastou do autor e ele continuou abraçado ao que já lhe é clássico, autografar produtos de sua elaboração intelectual. Desta feita ele selecionou crônicas “de raro valor histórico e elevada beleza literária” – como assinala o Prefácio de José Gonçalves do Nascimento, presidente da Academia de Ciências e Letras de Senhor do Bonfim. Porém, uma de suas rotinas é pesquisar, escrever, organizar, publicar – prosas, poesias, artigos, crônicas, ensaios, monografias, dissertações, teses. Estilos, gêneros e temas são interpenetrados pela abrangência de conhecimento do teólogo, filósofo, educador, eterno estudante e finalmente prefeito Paulo Batista Machado.

Significados – Lucas Emanuel Sousa Muricy, 15 anos, 1° ano do ensino médio: “Um incentivo, a internet desvia nós jovens de dos bons livros. Vim buscar o livro do mestre Paulo pra ler”. Eurídice de Carvalho Melo Pita, advogada, poetisa e membro da Academia de Artes e Letras de Senhor do Bonfim “São crônicas exprimidas de maneira ímpar por um mestre da produção literária”. Camila Maria Libório Machado, advogada, escritora e filha do autor. “As crônicas nos leva a refletir sobre o papel que temos a desempenhar no cotidiano; se bem observarmos, elas nos dão a responsabilidade de contribuir para a sociedade como um todo.
Conteúdo – Estivera algum dia o temido Obama Bin Laden escondido em Senhor do Bonfim trazendo pânico à orgulhosa cidade? Achara ele que as minitorres gêmeas do nosso monumento na entrada principal da cidade seria ousada miniatura do World Trade Center “avionado” em Lower Manhattan, Nova Iorque? Ou queria destruir a relíquia cultural e até “o sabor de coisas idas e perdidas” do Beco do Bazar? Aprontaria então algo contra a terra que deu à Pro Zenaura aquele “olhar doce, suave e carinhoso”? E a visão do autor sobre a Copa do Mundo de 1970? (O que pensa dela agora o flamenguista? Não, isso não está nas crônicas). As crônicas nos levam a lugares, figuras, fatos e sensações verdadeiramente recuperadoras da história da terrinha. Viajam para aléns não ficcionais. Tiram o pé prá fora das serras circundantes da terrinha. Páginas assim, de acordo com Andreilton Barbosa, “preenchem lacunas na consciência histórica” do bonfinense. Se não for assim, o autor se dispõe a esclarecer mano-a-mano. É o que está escrito na segunda orelha do volume.