sexta-feira, 9 de julho de 2010

Câmeras registram fuga de ladrão depois de assaltar lotérica


As câmeras de segurança da Thays Loterias, no centro de Conceição do Coité, registraram no início da tarde desta sexta-feira (9) o exato momento em que um assaltante saqueou os caixas da instituição.
De acordo com Antônio Dantas Fontes, proprietário da casa lotérica, foi um dos assaltos mais audaciosos que ele já viu. O indivíduo chegou em silêncio e diante do pouco movimento, apenas três clientes, ele foi em direção aos caixas e saltou a divisória, caindo sobre a bancada de um deles, e de forma muito rápida empurrou uma das funcionárias e começou a pegar o dinheiro. Neste momento as pessoas que estavam no interior da casa saíram correndo, e em seguida o bandido, como pode ser visto saindo com pacotes de dinheiro nas mãos.
As funcionárias disseram à polícia, que chegou poucos minutos depois, já que a guarnição estava a poucos metros, que o assaltante não mostrou nenhuma arma, mas gesticulou como se procurasse algo dentro da bermuda. Ninguém soube informar o rumo tomado pelo assaltante. A quantia levada também não foi informada. A direção abaixou as portas para fazer um balanço e analisar as imagens do circuito interno. Já se sabe que o tempo em que ele permaneceu dentro da lotérica foi de apenas 12 segundos.
Policiais civis e militares estão nesse momento em diligências na tentativa de capturar o assaltante, que tinha um perfil de um homem de aproximadamente 25 anos, cor parda, magro e de altura mediana.

Choro, canto e sociedade no adeus à dona Aderalcy Brasileiro

Lágrimas, concentração popular, consternação na cidade e canções deram o tom de despedida da dona Aderalcy Lopes Brasileiro, mãe de cinco filhos, dentre eles Adilson Brasileiro (Benito), primeiro candidato pelo PT à prefeito de Senhor do Bonfim, em 1982 e Carlos Brasileiro, duas vezes prefeito municipal em 2001/04 e 2005/08.


Saudade Desde o anúncio, ontem, a morte de Dona Aderalcy movimentou a cidade para o bairro Maristas, onde ela residia com seu esposo Atacias Lopes Brasileiro. A expressão política de membros da família, tendo como referência o economiário Carlos Brasileiro, ocasionou forte presença social no velório.

Na descida do féretro, o ex- padre, prefeito Paulo Machado, gozou da honra de orar pela alma de Aderalcy Brasileiro interpretou comoventemente “a dor da separação e da saudade” reinante nos familiares e amigos.


Canções No ato seguinte e final, Carlos Brasileiro retratou a preocupação futurista de sua mãe com a família, agradeceu à aglomeração de pessoas no Cemitério Jardim da Saudade e aos visitantes vindos de diversas cidades e, tentando apagar o sofrimento, cantou a canção Emoções (Erasmo e Roberto Carlos) preferida da saudosa Aderalcy. Seu irmão Adilson Brasileiro fez idêntica homenagem, cantando a segunda música preferida por dona Aderalcy, Canção da América. Quando embargou a voz, as pessoas seguiram entoando a música de Fernando Brant e Milton Nascimento. Faltavam 10 minutos para meio-dia quando o corpo desceu à cova.


Figuras do povo de bairros, distritos e de fora acorreram à residência e ao cemitério: deputado federal Zezéu Ribeiro, Cecília Petrina (prefeita de Itiúba), Antonio do Terço (prefeito de Jaguarari), Argileu Lima (prefeito de Andorinha) Jurandir Menezes (vereador de Antonio Gonçalves); vereadores Carlos de Tijuaçu, João Carlos Biro-biro, Gilberto Pires (Bel), Lúcia Cerqueira, Gerivaldo Sampaio e Ivan Barbosa; vice-prefeito Dr. Aurélio Soares, Dr. João Araujo, Zé Antonio, Riana Oliveira (diretora do Hdam), Hermógenes Almeida, Ernesto Valota. Entre outros, todo o escalão do governo Cuidando da Nossa Gente e membros da família Lopes Brasileiro.

Morre Dona Adelracy Lopes Brasileiro

Dona Aderalcy Lopes Brasileiro, mãe do ex-prefeito Carlos Brasileiro, faleceu em Salvador ás 10:00h da manhã do dia 08 de julho.
Dona Aderalcy, que no próximo dia 12 faria 75 anos, deixa o esposo Atacias Batista Brasileiro, os filhos Carlos Alberto Lopes Brasileiro, Adilson Lopes Brasileiro, Alcides Lopes Brasileiro Neto, Ana Cristina Lopes Brasileiro, noras, genro, netos e uma grande quantidade de parentes.
Socialmente muito querida, deixa também muita saudade entre os bonfinenses.
Sepultamento:
Sua morte deu-se no Hospital São Rafael, em Salvador, decorrente de doença incurável, cujo tratamento ela já enfrentava há quatro anos. O sepultamento ocorrerá nesta sexta-feira 9, a partir de sua residência de onde sairá o féretro às 10h00 da manhã.