domingo, 12 de dezembro de 2010

SISAL ANDORINHENSE IGNORA VENENO DE CASCAVÉL E SAGRA-SE CAMPEÃO BONFINENSE

Na segunda partida decisiva do campeonato Bonfinense de futebol entre Sisal Andorinhense x Cascavel, repetiu o placar da primeira partida 1x1. Após os dois empates o titulo teve que ser decidido na cobrança de penalti, onde a equipe da Sisal venceu pelo placar de 5x3 e se tornou campeã bonfinense de 2010. No sub-20 a equipe do Guanabara de Ponto novo que já havia vencido o Real Madrid por 2x0 na primeira partida sagrou-se campeão com o empate de 1x1 na tarde de 12/12/2010. Como sempre a secretaria de saúde não age com respeito nem com compromisso quanto ao futebol bonfinense. A ambulância só apareceu no Estádio Pedro Amorim após 20 minutos do inicio da segunda partida.

Olho na Notícia

“OSCIPS VIRAM INSTRUMENTO DE MALANDROS PARA LESAR COFRES PÚBLICOS”


*Josemar Santana

(Câmaras negaram autorização de “nova modalidade para meter a mão no dinheiro público”)

Grande polêmica estabeleceu-se em torno do Projeto de Lei nº 28/2010, do prefeito Paulo Machado, rejeitado pela Câmara de Vereadores, por 6 (seis) dos votos presentes à Sessão Ordinária do dia 30 de novembro passado. O mesmo ocorreu com a negativa da Câmara de Ponto Novo, recusando Projeto de Lei do prefeito Marcos Silva, cerca de um mês antes.

Muito se falou sobre o assunto e não faltou quem quisesse jogar a opinião pública contra os vereadores dos dois municípios. Em Senhor do Bonfim teve a participação direta do prefeito e sua secretária de educação, enquanto, em Ponto Novo, além do próprio prefeito, participou do movimento a secretária de saúde.

Em Senhor do Bonfim faltou diálogo entre o Poder Executivo e o Poder Legislativo, porque o prefeito, sabendo da importância do seu Projeto deveria ter procurado a sua base de apoio parlamentar e explanado o assunto com detalhes. Em Ponto Novo, tentou-se aprovar o projeto “na tora”.

No caso de Senhor do Bonfim, de certo, por esperar a polêmica gerada com a proposição do citado projeto, o prefeito, fazendo-se de inocente, remeteu o assunto à tramitação no Legislativo, para não se expor e falar abertamente da inclusão de OSs (Organizações Sociais) e OSCIPs (Organizações da Sociedade Civil para Interesse Público), entre instituições e entidades de credibilidade, a exemplo de UNIVASF e UNEB.

É que tais entidades, mesmo tendo suas existências geridas por leis próprias (as OSs, pela Lei 9.367/98 e as OSCIPs, pela Lei 9.790/99, regulamentada pelo Decreto 3.100/99), tiveram seus objetivos desvirtuados ao longo dos anos e atualmente sofrem a desconfiança dos Tribunais de Contas, do Ministério Público (Estadual e Federal) e da CGU-Controladoria Geral da União, sendo investigadas em todo o território nacional pela Polícia Federal.

Pelas práticas desvirtuadas de suas finalidades é que as OSs e OSCIPs ficaram conhecidas nacionalmente como a “nova modalidade para meter a mão no dinheiro público”, definição exposta no Jornal Eletrônico “Página Única”, que estampa na sua edição de 12 de maio de 2010, a manchete: OSCIPs VIRAM INSTRUMENTO DE MALANDROS PARA LESAR COFRES PÚBLICOS.

Por outro lado, sabe-se que o Poder Executivo Municipal de Senhor do Bonfim já dispõe de lei autorizativa para convênios, contratos e parcerias, conforme dispõe a Lei Municipal nº 1.160/2010 e que o prefeito Paulo Machado pretendia ampliar com o Projeto de Lei nº 028/2010, alterando a seu art. 1º, para incluir entre as entidades e instituições autorizadas, a UNIVASF, a UNEB, a Fundação Banco do Brasil (instituições respeitáveis), junto com as OS e OSCIPs (as duas últimas, entidades desacreditadas pelas falcatruas em que estão envolvidas).

Não há nenhum prejuízo para Senhor do Bonfim a rejeição do Projeto nº 028/2010, porque, se o Município precisar firmar contratos, convênios ou parcerias com as instituições respeitáveis, com certeza, os vereadores não vão lhe negar a autorização necessária, mas continuarão negando, sim, para entidades que têm suas finalidades desvirtuadas e que estão “servindo para fraudar contratos com órgãos governamentais”, como revela o noticioso “Página Única”, de Mato Grosso.

Em Ponto Novo, a Câmara rejeitou a mesma pretensão do prefeito Marcos Silva, que firmou convênio com a OSCIP Cecosap (de origem Goiana, sediada em Juazeiro e com presidente domiciliado em Salvador), antes mesmo de obter autorização do Legislativo, estando, agora, em apuros.

Há notícias de que Andorinha e Senhor do Bonfim também se anteciparam e firmaram convênio com a mesma Cecosap, sem a devida autorização da Câmara.

Laboraram mal os prefeitos de Ponto Novo, Andorinha e Sr. Bonfim, se adotaram essa “nova modalidade de meter a mão no dinheiro público”.

*Josemar Santana é jornalista e advogado

Município implanta ferramenta de C&T para atender suas vocações


Com a presença de prefeitos e autoridades regionais, a Secretaria de Ciência e Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (Secti) e a Prefeitura Municipal de Senhor do Bonfim inauguraram nessa sexta-feira o Centro de Vocação Tecnológico Territorial – CVTT, unidade voltada para o desenvolvimento da teoria, prática e difusão do conhecimento. Na solenidade, o secretário da Secti, Feliciano Monteiro, representou o governador Jaques Wagner e assim interpretou a missão da nova instituição na região:

O CVTT veio para distribuir ciência e tecnologia ao semiárido. Veio para fazer educação e capacitação dos produtores. O CVTT está inaugurando sua terceira unidade no estado da Bahia numa cidade que já instalou uma rede de computadores e que efetivamente se prepara para experimentos avançados. O CVTT veio trazer conhecimentos práticos a pessoas que lidam com o abate e corte de carnes, que lidam com cozinha e produtos outros que são cultivados na fazenda ou no curral e que vão para o mercado. A função do CVTT é fazer a aproximação entre o homem comum e a pesquisa. Senhor do Bonfim já desenvolve produtos animais com grande qualidade, como os carneiros da raça dorper introduzidos na região pelos irmãos Teixeira e aqui tratados com alta tecnologia.

CVTT e Bonfim – Além de atender anseios de modernização de criadores de ovinos e caprinos dos municípios do Território de Identidade Piemonte Norte do Itapicuru (Bonfim, Andorinha, Antonio Gonçalves, Filadélfia, Campo Formoso, Caldeirão Grande ,Jaguarari, Pindobaçu e Ponto Novo) e de municípios outros como Juazeiro, Itiúba, Jussara etc.), o prefeito Paulo Machado ressaltou que o CVTT pode capacitar o comércio local em seus serviços, nos setores de alimentação, merendeiras escolares e outros. E previu:

“Pactos mais evidentes com as secretarias de estado da Agricultura e do Turismo podem e devem ser ampliados para o Sebrae, para a UNEB, a Univasf e outros órgãos que não têm faltado aos nossos diálogos e compromissos com o desenvolvimento da terra. É um desafio para continuarmos impulsionando a nossa vocação e seguir descobrindo outras.” Saudou a presença da prefeita Iraci, de Campo Formoso e Antonio Nascimento, de Jaguarari, atribuindo a importância de uso do CVTT pelos municípios parceiros do Território, “para que nunca sejamos cobrados de falta empenho para aumentar o progresso, emprego e renda em nossos municípios”.

Desabafo – Ao custo de R$ 600 mil para o Estado da Bahia e R$ 67 mil para Prefeitura Municipal o imóvel conta com sala de videoconferência moldado para o trabalho virtual e se completa com espaço de cozinha experimental, sala de refrigeração, sala de corte de carnes e derivados, salão de recepção e salas para administração e incubadora de empresas. Na avaliação de Raimundo Freitas, autor do discurso de abertura: “É um local confortável, em que pessoas, principalmente do Território de Identidade, podem se capacitar tanto de maneira presencial como à distância”. O prefeito Antonio Nascimento argumentou que sempre vê instituições chegarem para grandes empreendimentos. “É a primeira vez que se coloca tecnologia desse porte ao alcance de nossos pequenos agricultores” Em Jaguarari, “65% dos produtos vêm da pequena agricultura familiar”, acrescentou o prefeito, otimista com o partido a tirar do CVTT.

Município digital – O lançamento do Centro, “instrumento que leva Senhor do Bonfim a entrar na sociedade global de forma organizada” encontra na cidade uma forte parceria. Por um lado, a rede de centros digitais de cidadania (CDCs) vem preparando crianças e adultos das comunidades no uso de computadores. Por outro lado, a rede de escolas públicas municipais está formando um contingente próximo de 10 mil alunos no uso da informática. Este é o sentido da “forte parceira” que o CVTT encontra para seu aproveitamento na cidade – frase na roda de personalidades, entre elas a secretária Fátima Brasileiro, os vereadores Bel e Carlos de Tijuaçu e Jurandy Menezes, de Antonio Gonçalves.

CVTT e dorper – Originalmente o governo Federal criou centros de vocação tecnológica (CVT) como unidades especiais. Com o advento dos Territórios de Identidade, a denominação ganhou mais um “T” (de território) passando a ser CVTT. Eles são implantados em regiões que manifestam clara vocação para determinado ramo ou atividade produtiva. Vão sendo dotados de instrumentos modernos, facilitadores de acesso ao conhecimento científico e tecnológico relacionados à vocação da região. Em Feira de Santana, o CVT T tem 500 alunos de mecânica automotiva, já que a cidade é o maior pólo deste ramo no estado. Já em Tancredo Neves, com aptidão para a mandiocultura, o laboratório do CVTT já analisa o solo e a água, antes analisados fora do estado. Em Senhor do Bonfim, o seu foco inicial de suporte à caprinovinocultura e, por extensão, a segmentos que progridem na microrregião foi bem aceito. Daí as recorrentes menções do secretário de estado e do prefeito municipal a Eduardo Teixeira e Luiz Teixeira, pioneiros da introdução de carneiros da raça dorper no município. Em decorrência de tal iniciativa, Hélcio Souza, Gaudêncio Duarte, José Ranulfo e outros, os animais proliferam no semiárido e ganham 1º lugar em torneios nacionais – discursaram Paulo Machado e Feliciano Monteiro.

Marcaram presença: o núcleo diretivo do TIPNI, José Salvo (representou a Agricultura Familiar), Bernadete Rocha, Raimundo Costa, Yon Fontes (articulador); Geronilson do Sebrae, Carlos Brasileiro (deputado estadual eleito), Dr. Jorge (diretor do Derba), Rafael (oficial da PM), Prefeita Iracy (Campo Formoso), Claudia Leite (Indústria e Comércio), Fátima Brasileiro (titular da Assistência Social), Herculano (EBDA), José Antônio (ex-vereador em Bonfim), equipe de comunicação do Governo do Estado, entre representantes dos municípios vizinhos, e outros.

Filosofia – Machado abordou Carlos Drummond de Andrade no poema Trouxeste a chave? E Monteiro “parodiou” os tempos e seus valores: Trilhos de um trem moderno, com genética e nanotecnologia, para uma nova arrancada de desenvolvimento movida a talento.

ASCOM BONFIM

JACOBINENSE É SEQUESTRADO E ENCONTRADO MORTO EM PIRITIBA

Jorge Antônio de Jesus, 41 anos, morador do bairro Caixa Dágua em Jacobina, foi encontrado morto por populares na madrugada deste sábado, 11, em uma estrada vicinal próximo ao povoado do França, zona rural da cidade de Piritiba.
De acordo com informações, Jorge Jorge Tarracha, como era conhecido, é irmão do empresário Jacobinense Renato Loula, proprietário da refrigeração KI-FRIO, que fica localizada na Av Orlando Oliveira Pires.Ele foi vítima de disparos de arma de fogo deflagrados à altura da nuca. seu corpo foi encontrado ajoelhado, com o rosto ao chão e as mãos para trás, posição característica de crime de execução sumária , sem chances de defesa.
Testemunhas que não quiseram se identificar disseram ter visto o momento em que quatro homens encapuzados chegaram na casa da vítima em um veículo de dados não anotados na noite de sexta, 10, e o levaram contra a sua vontade.
Jorge era uma pessoa bastante conhecida na cidade, tendo inclusive trabalhado na prefeitura municipal local .
Parentes disseram não ter idéia do que poderia ter sido a motivação do crime praticado contra ele.
Seu corpo foi encaminhado ao IML de Jacobina para a realização dos procedimentos legais.
As investigações deste crime serão realizadas pela polícia civil da cidade de Piritiba, mas até o presente momento não se tem pistas dos assasinos .
EMERSON SANTOS/ BAHIAACONTECE.COM

Jacobina: Mais de 8 horas de chuva e muitos estragos na cidade‏


Desde as 22h30m deste sábado até as 7h00m deste domingo, 12, Jacobina recebeu muitas águas trazidas pelas fortes chuvas que caíram na cidade durante o período.
Ruas alagadas, muito entulho, lama e sujeira, além de algumas casas em ruínas e queda de muros, este foi o saldo deixado pela chuva nas ultimas horas.
No centro da cidade muita gente dando uma paradinha para ver a vasta quantidade de água no rios Do Ouro e Itapicurú Mirim, nos bairros periféricos os hoemns da prefeitura trabalham em regime de força tarefa para limpar a sujeira que desceu das serras para as ruas mais baixas do bairros como: Bananeira, Leader, Caeira, Grotinha e Felix Tomaz.
No Conjunto residencial Goldem Parque, a chuva provocou a queda de um muro de aproximadamente 30 de cumprimento e deixou um poste da rede elétrica da obra em situação de risco. A Coelba já foi informada e deve tomar as providencias nescessárias.
A 19ª Edição do Passeio Ciclistico, promovido pela Rádio Jacobina FM, foi cancelado pois estava marcada para iniciar as 8h00m deste domingo, sendo remarcado para o dia 19 dezembro, domingo que vem.

O povo quer saber