sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Servidores param atividades em protesto às mudanças do Planserv

Os servidores públicos do Estado vão parar as atividades terça-feira (30) e quarta-feira (31) da próxima semana para acompanhar a votação do projeto de lei que restringe consultas de emergência pelo Planserv e eleva as mensalidades do plano.

A decisão foi tomada na noite de quinta (25) durante assembleia que reuniu cerca de 400 servidores, no ginásio de esportes do Sindicato dos Bancários, nos Aflitos. “Vamos reunir os trabalhadores para pressionar o governo contra a aprovação dessa proposta absurda”, disse o segundo-secretário do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), Claudemir Nonato de Santana.

O líder do governo, deputado estadual José Neto (PT), afirma que as mudanças não são para limitar e sim para que se crie um mecanismo de coparticipação dos servidores, ou seja, quem ultrapassar a quantidade de procedimentos, estabelecidos por ano, deve contribuir com um valor corresponde a R$ 6 para as consultas. Já para exames e outros serviços de apoio diagnóstico a coparticipação varia entre R$ 10 e R$ 30.

Informações são do A Tarde.