domingo, 6 de fevereiro de 2011

JOVENS QUEREM OPORTUNIDADES


DESABAFO
Meu nome é Ranieri Soares, tenho 20 anos e como muitos jovens desta faixa etária, busco o primeiro emprego. No entanto o mercado de trabalho me barra, pois não tenho experiência profissional.
Ultimamente tenho me perguntado: COMO VOU GANHAR EXPERIENCIA, SE O PRÓPRIO MERCADO DE TRABALHO É O PRIMEIRO A NAO ME DA À OPORTUNIDADE? Vejo que no Sine-Sac, há vagas pendentes a quase 3meses, por que os nossos empresários não nos dão à oportunidade?O que os jovens tem de errado?
Diariamente sou bombardeado por manchetes que me dizem que para conseguir um emprego devo me qualificar, fazer cursos. Contudo eu já fiz diversos cursos tais quais: Secretariado e Assessoria, Informática e atualmente curso o 1° ano em Administração pela Universidade Anhanguera-UNIDERP,e porque não sou absorvido pelo mercado? Não é contraditório?
Não quero fazer parte de uma triste estatística, de jovens que recorrem às drogas para ter suas necessidades atendidas. Peço que os empresários reflitam nesta frase: Os traficantes/drogados de hoje, são os jovens “ desqualificados” de ontem.

FARMÁCIA DO TRABALHADOR FOI VÍTIMA DE ATRASA LADO


Surpreendido, ao abrir as porta da farmácia do trabalhador, localizada no calçadão da Juviniano Duarte, o gerente do estabelecimento se deparou com o teto arrombado, local por onde adentraram e roubaram um cofre, no qual de acordo com as informações do responsável, havia cerca de R$ 8.000,00, (oito mil reais).
Até o presente momento não há pistas do atrasa lado.
Fato ocorrido de sexta para sábado.

IPITANGA NÃO SE ENCONTRA E PERDE MAIS UMA JOGANDO EM CASA

Resultado acende o alerta na equipe de Senhor do Bonfim e confirma boa fase do Tremendão no Campeonato

O mando de campo não surtiu efeito para o Ipitanga. A equipe enfrentou o Bahia de Feira neste domingo (6), no estádio Pedro Amorim e tropeçou diante de sua torcida. O Tremendão não se intimidou e volta para casa com mais uma vitória no Baianão depois do 1 a 0 a seu favor no placar.

O responsável pelo tento que garantiu os três pontos para o time de Feira de Santana foi Francisco Júnior. Com o resultado, o Bahia de Feira vai a 11 pontos e é segundo no grupo 1, um pontos atrás do líder, o Atlético. Já o Ipitanga segura a lanterna no grupo 2, com 4 pontos. O próximo jogo do Ipitanga é na cidade do time, Senhor do Bonfim, na quarta-feira (9), às 20h30, mas sem o mando de campo, que é do rival Juazeiro. o Bahia de Feira duela com Fluminense, no mesmo dia e horário, no Jóia da Princesa.

Resultados da rodada

Feirense 3 x 0 Colo Colo
Vitória 3 x 0 Bahia
Fluminense 1 x 0 Juazeiro
Camaçari 1 x 2 Atlético
Serrano 0 x 0 V. da Conquista

Tabela de Classificação



P J V E D GP GC SG (%)
1 Vitória 10 5 3 1 1 9 3 6 67%
2 Fluminense 10 5 3 1 1 6 4 2 67%
3 Feirense 7 5 2 1 2 6 5 1 47%
4 Serrano 5 5 1 2 2 5 10 -5 33%
5 Camaçari 4 5 1 1 3 5 8 -3 27%
6 Ipitanga 4 5 1 1 3 6 10 -4 27%
J jogos P pontos ganhos V vitórias E empates D derrotas GP gols pró GC gols contra SG saldo de gols (%) aproveitamento

iBahia

ÔNIBUS DESGOVERNADO BATE EM MURETA EM CAMPO FORMOSO


Sexta-feira dia 04/02 um ônibus que faz linha para Araras interior de Campo Formoso se desgovernou e atingiu uma mureta de fronte a igreja católica de Campo Formoso, segundo informações de um passageiro que estava no veículo o motorista chamado “COELHO” estacionou o mesmo e “calçou” as rodas , quando foi para o fundo do ônibus arrumar algumas caixas de cerveja o veículo começou a descer de ré sozinho. Segundo o passageiro ele pulou do ônibus junto com mais algumas pessoas,com o impacto o ônibus derrubou um poste de iluminação e fiações elétricas o que poderia ter se agravado ainda mais o risco contra a segurança de pessoas que passavam pelo local, o motorista evadiu-se do local.

RÁDIO CAMPO FORMOSO ONLINE

ACIDENTE EM ANTONIO GONÇALVES‏


Por volta da 19h45min deste sábado (05/02), ocorreu um acidente em Antonio Gonçalves na saída para Pindobaçu. Envolvendo um veículo Peugeot com uma moto Yamaha XTZ branca.
Tendo como dono do automóvel (vulgo “xunena”) que reside na cidade de Campo Formoso, e por dono da moto (Zé do Tavinho) residente na cidade de Antonio Gonçalves o qual trabalha na Sipel.
Chegando o socorro SAMU, por volta das 20h15min que de imediato fez os primeiros socorros, conduzindo a vítima ao Hospital Regional em Bonfim.

Pedro Pereira - colaborador.

IDOSOS PODERÃO RECORRER Á JUSTIÇA PARA RECEBEREM TRATAMENTO ESPECIAL DE SAÚDE


*Maraísa Santana

O Estatuto do Idoso (a Lei nº 10.741/03) foi criado com o objetivo de garantir a dignidade ao idoso.

Apesar dessa clara finalidade, não é raro a gente conhecer casos de desrespeito aos direitos dos idosos por parte da sociedade.

Pior do que constatar a existência de tratamento degradante aos idosos por parte da sociedade é constatar que o próprio Estado, nas três esferas de poder (federal, estadual e municipal),pratica com freqüência atos de desrespeito aos idosos, deixando de cumprir obrigações elementares, a exemplo da ausência de simples fiscalização da Lei.

O Estatuto do Idoso define como idosos as pessoas com idade igual ou superior a sessenta anos e estabelece que é dever de todos (família, comunidade, sociedade e Poder Público) garantir ao idoso condições de vida adequada.

Diversas medidas de proteção aos idosos estão definidas no Estatuto, merecendo destaques as seguintes: atendimento PREFERENCIAL IMEDIATO E INDIVIDUALIZADO junto aos órgãos públicos e privados prestadores de serviços à população (bancos, correios e quaisquer órgãos públicos); a garantia de ACESSO Á REDE DE SERVIÇOS DE SAÚDE E DE ASSISTÊNCIA SOCIAL locais (atendimento eficiente em hospitais); atendimento preferencial no Sistema Único de Saúde – SUS; o direito à pensão Alimentícia, fornecida pelo Poder Público em caso de dificuldade financeira da família; a concessão de estímulos à contratação de idosos pelas empresas privadas (redução de tributos); transporte coletivo gratuito aos maiores de sessenta e cinco anos; impossibilidade dos planos de saúde cobrarem valores mais elevados dos idosos (alvo de grande polêmica); prioridade de tramitação judicial e administrativa de processos, com previsão, inclusive, de criar Varas especiais para tramitação de processos que tenham como partes, os idosos; redução de 67 para 65 anos da idade que dá direito às pessoas carentes de ganhar um salário mínimo, previsto na Lei Orgânica de Assistência Social – LOAS(art. 34); nenhum idoso poderá ser objeto de negligência, discriminação, violência e crueldade (todo o cidadão passa a ter a obrigação, o dever de comunicar essas violações às autoridades); o idoso tem prioridade para a aquisição de moradia própria nos programas habitacionais, mediante reserva de 3% das unidades oferecidas

Outros benefícios importantes: pagamento de meia-entrada em cinemas, shows e diversos eventos esportivos e de lazer; desconto de 50% (cinquenta por cento) no mínimo, no valor das passagens, e ônibus interestaduais; no caso de transporte coletivo intermunicipal e interestadual, ficam reservadas duas gratuitas por veículo para idosos com renda igual ou inferior a dois salários mínimos, ALÉM DO FORNECIMENTO GRATUITO DE MEDICAMENTOS, ESPECIALMENTE OS DE USO CONTINUADO.

Há notícias freqüentes de idosos que estão morrendo por falta de medicamentos de uso continuado, porque são caros e esses idosos não podem adquiri-los e nem os seus familiares têm condições de comprá-los.

Nesse caso, a obrigação de fornecimento da medicação de uso continuado é do Poder Público, que tem negado essa obrigação, alegando que são medicamentos que não integram o rol para distribuição básica.

Nessa hipótese, a alternativa do idoso é recorrer à justiça, que vai obrigar o poder público a fornecer a medicação necessária ao seu tratamento.

Caso recente ocorreu no Município de Santo Amaro da Imperatriz, no Estado de Santa Catarina, em que o idoso teve negado o fornecimento de medicamentos que não constavam do rol de distribuição básica e o juiz daquela Comarca decidiu pela obrigação do poder público municipal fornecer os medicamentos imediatamente ao idoso necessitado, escrevendo na sua sentença que decidia “em nome da garantia do direito à vida e à saúde” e que por essa razão “deve ser minimizado o argumento da insuficiência de recursos ou a falta de suporte orçamentário para gostos imprevistos pelo Poder Público”.

Vale ressaltar que essa decisão foi estendida a tosos os pacientes portadores da mesma moléstia no Município de Santo Amaro da Imperatriz.

Como visto, os IDOSOS PODERÃO RECORRER À JUSTIÇA PARA GARANTIREM TRATAMENTO ESPECIAL DE SAÚDE.

*Maraísa Santana é advogada, especializada em Direito Público, integrante do Escritório SANTANA ADVOCACIA, com unidades em Senhor do Bonfim e Salvador.