quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Adolescentes do Projovem participarão de festa carnavalesca no Campo Clube


A Secretaria de Assistência Social de Senhor do Bonfim, Governo Cuidando da Nossa Gente vai promover nesta quinta-feira, dia 16 de fevereiro, o 2º Baile Carnavalesco do programa socioeducativo Projovem. A festa, direcionada aos adolescentes do programa, será realizada no Campo Clube, às 13h.

Câmara de Senhor do Bonfim reinicia atividades


O Prefeito Paulo Batista Machado ao lado do Vice-Prefeito, Dr.Aurélio Soares de Araújo, estiveram prestigiado a sessão inaugural do Legislativo Bonfinense exercício 2012, nesta quarta-feira dia 15, as 19h00min. Estiveram presentes os dez Vereadores: Gustavo Miranda do PCdoB, Ivan Barbosa do PT, Gilberto Pires do PSB, Otávio Xisto do PMN, Biro-Biro do PV, Gerivaldo Sampaio do PSC, Helson de Carvalho do PMDB, Laércio Muniz do PTN, Carlos do Tijuaçu e Lúcia Cerqueira do PHS.

Palavra foi franqueada aos Vereadores:


Gustavo Miranda do PCdoB -foi o primeiro a fazer uso da palavra, quando disse que neste ano eleitoral, colocará em sua pauta de discussão as questões da saúde publica e um plano para geração de emprego e renda.

Ivan Barbosa do PT- desejou a todos um bom ano de gestão legislativa no ano de 2012, e que esse ano seja de conquistas de muitas obras para o povo do município de Senhor do Bonfim.

Gilberto Pires do PSB- desejou boas vindas a todos e falou em parceria e apoio ao prefeito Paulo Machado e que a união fosse frutos de conquistas.

Otávio Xisto do PMN -pediu a proteção Divina, afim de que todos possam empenhados angariar conquistas para o sofrido povo de Senhor do Bonfim.

Helson de Carvalho do PMDB- desejou que todos voltassem com nova mentalidade e que neste ano político, todos ao invés de defender interesses de grupos políticos defendam interes do povo, principalmente nas áreas da saúde,educação e infra-instrutora.Helson disse que o prefeito que foi tão prejudicado com herança de problemas da gestão passada,mais mesmo assim tem realizado ações em bairros e zona rural,segundo Helson o prefeito vem sofrendo boicote dos deputados do PT depois de sua saída do partido,quando não colocaram nenhum tostão no orçamento deste ano,o vereador lembrou que essa retaliação não é ao prefeito e sim ao povo que nas eleições futuras não se esquecerão.

Gerivaldo Sampaio do PSC- Agradeceu a Deus pelo privilegio em servir um povo tão especial como o Bonfinense, falou que o recesso parlamentar estava fazendo muita falta à população pelo nível de discussão e intervenção em prol dos problemas da população.

Laércio Muniz do PTN - já iniciou o ano apimentando, quando criticou a Gestão da SAMU,que demitiu um médico que em uma reunião defendeu os servidores que se encontravam com os salários atrasados,Laércio considerou de antidemocrático, um ato como este em pleno século XXI,pois o médico demitido trata-se de um Bonfinense que foi desprestigiado pela politicagem do atual governo.

Lúcia Cerqueira do PHS -desejou a todos boas vidas e prometeu muito empenho no ano de 2012.

Carlos do Tijuaçu do PHS- disse que ninguém consegue nada sozinho e que o prefeito Paulo Machado, vai dar um show de administração, pois tem uma equipe jovem com muita garra e que o sucesso do governo esta na vontade, Carlos fez menção ao bom numero de secretários presentes na sessão. O edil fez cobranças com o descaso da falta de água no distrito de Tijuaçu e que sentia dores no coração com o sofrimento do seu povo.

Dr.Aurélio Soares vice-prefeito do PMN -disse que aquela noite era memorável,pois se tratava, do reinicio dos trabalhos do legislativo local, onde eram debatidos os interesses do povo de Senhor do Bonfim.

O Prefeito Paulo Machado do PP- fez um balanço sobre os avanços de sua gestão no ano de 2012 e a indispensável parceria com aquela casa legislativa, o prefeito disse ainda, que o município avançou muito na área de estrutura e que deve haver muitos mais avanços na área de infra estrutura, informou que dispõe de 900 mil reais para elaborar o plano estrutural e que o governo esta muito preocupado com o social em especial as comunidades mais sofridas. Depois de um amplo balanço de sua gestão o prefeito finalizou agradecendo a todos.

O Presidente da Câmara Vereador Biro-Biro do PV- falou sobre o papel do poder legislativo, reivindicar, fiscalizar e defender os interesses da comunidade e que aquela casa fielmente vem cumprindo o seu papel e que todos têm consciência do papel desenvolvido pela casa legislativa, Biro falou da harmonia e continuidade do trabalha desenvolvido em gestões passadas naquela casa, ressaltou a participação popular sobre assuntos e questões de interesses do povo, finalizou agradecendo toda equipe de trabalho da Câmara Municipal.

A Sessão foi encerrada retornado na próxima quinta-feira dia 23.

ASCOM CÂMARA

FORAGIDO DA JUSTIÇA FOI RECAPTURADO EM ITIÚBA


Por volta das 21h30min da segunda-feira, (13), uma operação da Polícia Militar, na fazenda Urubu, zona rural de Itiúba, culminou na recaptura de Josué Almeida de Souza, (22), foragido da cadeia pública de Itiúba, fato ocorrido no ano passado quando aguardava julgamento por tentativa de homicídio. "Cató", como era conhecido, foi surpreendido no terreiro da casa de seus pais pela guarnição após incursão na mata. Com ele foi encontrado, além de um facão, uma espingarda de fabricação caseira. O suspeito foi reconduzido e apresentado na Delegacia de Itiúba.

Reunião Territorial sobre estiagem transferida para esta sexta-feira, 17


O Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Território de Identidade Piemonte Norte do Itapicuru (CDS TIPNI) informa aos secretários de agricultura do TIPNI e demais interessados que a Reunião Territorial sobre a Situação de Emergência, na qual serão discutidos assuntos referentes à estiagem que assola os municípios norte-piemontinos, que estava prevista para ocorrer hoje na Câmara de Vereadores de Senhor do Bonfim foi transferida para a próxima sexta-feira (17), às 9h, no Centro Vocacional Tecnológico Territorial (CVTT).

Eleições 2012: Qual o seu real interesse por política?


Nesta minha vida já passei por sete eleições e dois plebiscitos, e, com o passar dos anos e do engajamento político, sempre me questionei (e acho que todos que tem interesse no assunto já se questionou também) o que levava as pessoas a escolher este ou aquele candidato, mesmo em democracias canhestras como a do Brasil. Aliás, principalmente no Brasil por motivos óbvios.
Antes de entrar no mérito de razões temos que lembrar quais as responsabilidades de nossos governantes, sem grandes aprofundamentos mesmo, aquelas coisas que são básicas a ponto de serem compreendidas até mesmo pelo menos instruído dos eleitores. Confiamos aos legisladores que elegemos (Vereadores) a elaboração de leis e políticas que regem nosso município, além das destinações de orçamento. Aos prefeitos cabe a gestão e a execução (daí Poder Executivo) destas políticas, por meio de suas secretarias.



Os eleitos, assim como qualquer pessoa que trabalha, vai tomar ações e decisões de acordo com suas convicções, suas ideologias (mesmo políticos corruptos são assim, mesmo que o que ele “acredite” seja ilegal). E aí políticas para saúde, segurança, trabalho, educação, transportes, saneamento, obras, assistência social, etc. ficam com a cara não só de quem ocupa o cargo do executivo, mas também do legislativo e, de certa forma do judiciário, seja criação de políticas públicas de qualidade, construção de estruturas ou superfaturamento e cobrança de propina.
Ou seja, antes de irmos às urnas nos dão três meses de campanha não à toa. É o tempo para os candidatos se divulgarem e dizerem o que pretendem (ou não) fazer caso sendo eleitos. E cabe a nós refletir e avaliar quais os projetos do cidadão, quais as bandeiras que ele levanta e quem mais está junto a ele (provavelmente são estas pessoas que estarão junto à pessoa depois de eleito). Se pudermos ter certeza que o candidato merece nossa confiança de que ele vai trabalhar seriamente pela população e pela cidade aí sim nos lhe honramos com nossos votos.



E este é um ponto crucialíssimo: elegemos pessoas que comandarão os destinos de nossa cidade, então temos que pensar o que eles farão pelo coletivo, por todos nós.
Mas será que é com este pensamento que as pessoas vão às urnas no Brasil?

Qual o seu interesse por política?

Você chega nos seus amigos e bota a política no assunto da conversa? (Não vale quando a conversa é numa mesa de bar depois de “n” cervejas).
Não sei a sua resposta, mas quando entro no assunto com outras pessoas elas geralmente evitam ou insistem para mudar de assunto. Acham chato ou temem exaltações por conta de ideologias, entre outras razões.
Fiz estágio no CEDOC da UnB e tive contato com arquivos de um Centro que foi criado na década de 80 para fazer estudos para subsidiar a criação da constituição de 88. Entre centenas de publicações acumuladas na época estão guardadas cartas de populares e entidades da sociedade civil que enviaram propostas à Presidência da República para colaborar na elaboração da Carta Magna.Muitas cartas e com um sentimento forte de participação e de pertencimento a um momento histórico único no Brasil.



Infelizmente o comportamento de vossas excelências fez com que este sentimento se desvanecesse no tempo. O povo até saiu às ruas com as caras pintadas para protestar contra o Collor, mas depois de tanta safadeza pensaram que se fossem sair às ruas toda vez que pipocasse mais um escândalo na política iriam ter que fazer isso praticamente todo dia. Aí num círculo vicioso à medida que a passividade das pessoas aumentava, mais este tipo de político passou a se sentir à vontade para tratar a coisa pública como se privada fosse (com trocadilho, por favor).
Hoje quando chega o período das eleições não é mais como antigamente que as pessoas pegavam bandeiras, adesivos, camisetas e o escambau para defenderem os políticos que se queria defender. É difícil achar quem faça campanha por alguém voluntariamente ou por alguma causa ou ideologia – só se ve agora em partidos. Para se obter votos o candidato paga – isso mesmo, PAGA – pessoas para ficar agitando bandeira para ele lhe representar em comunidades e povoados. É o chamado cabo eleitoral. Aí a pessoa que é contratada para tal chama um amigo que tá desempregado para ganhar uns trocados cuidando de cavaletes, e esse vai e chama outra pessoa para colar o adesivo do fulano no carro, que chama outra pessoa… e forma uma pirâmide de pessoas que ganham uns trocados, ficam agradecidos ao candidato e acabam enchendo eles de votos. Não precisa ser necessariamente fazendo estas coisas, mas em troca de favores direta ou indiretamente ligados às eleições estão “se vendendo”, literalmente.
E pelo fato de a pessoa estar fazendo “algo”, acaba ficando como se fosse um emprego, e não compra de votos proprimente dita. Por isso para alguns candidatos não vale mais a pena fazer panfletagem, corpo-a-corpo, debates, comícios, nada disso, o que vale agora é abrir cômitês – um atrás do outro – para poder guardar e distribuir o material de campanha pra não dizer que estão distribuindo outra coisa.
Hoje em dia é um fato, ninguém se elege para ficar rico, pois só se elege quem tem muito, mas muito dinheiro para investir na campanha com estes “novos métodos” de conquistar votos. Porque quem conquista votos deste jeito vai ganhar muito mais quanto estiver no poder.



O pior de tudo é a mentalidade do eleitor moderno, que na verdade age com uma lógica parecida com a da república velha: a pessoa vota naquela pessoa que vai lhe dar mais vantagens pessoais, ou no cara que é o que tá sendo apoiado pelo conhecido que é candidato por outro cargo, ou no cara que sempre ajuda a familia do “cidadão” com alguma coisinha aqui e ali. O que ele fez de errado ou que ele vai fazer pouco importa, ninguém liga mesmo, todos são ladrões mesmo?
Igualar todos num saco só para não parecer que é puxa-saco de alguma corrente dá nisso. Mas também hoje em dia dá até vergonha dizer que se apoia algum candidato a vereador, por cota de como se faz política hoje em dia.
E é por conta disso que políticos com a ficha imunda estão sempre ganhando eleições e se mantendo na frente das pesquisas – até estas passíveis de suspeição. E casos de corrupção nunca abalam tais campanhas.
Pois voto comprado nunca muda de opinião.


Por: Clébio Júnior
http://portaldenoticias.net

ANDORINHA: Definida a empresa que fará recuperação total da BA-220 - Andorinha a Senhor do Bonfim


O Prefeito Agileu Lima acompanhado por Carlos André Guimarães (Secretário de Infraestrutura do Município),Custódio Barbosa Neto (Procurador do Município), Ricardo Aquino (Assessor de Comunicação) e Ivan Costa (Chefe de Gabinete do Governo Municipal) acompanharam a licitação da recuperação total da BA220 no CAB (Centro Administrativo da Bahia),uma grande obra orçada em mais de 19 milhões de reais que tem como parceira a FERBASA.

A empresa SETEL - Serviços de Terraplenagem e Empreendimentos localizada na Estrada Velha do Aeroporto, Campinas do Pirajá, em Salvador, foi a vencedora do certame. O engenheiro Ramon Sá Novaes ( centro da foto ), representante legal da empresa no processo, confirmou o início das obras, após os trâmites legais, em um prazo estimado de 20 dias.

O Prefeito Agileu Lima recebeu a confirmação que as obras serão iniciadas em Andorinha, conforme a sua solicitação, gerando assim emprego e renda para o município, “Além da grande conquista que vai dinamizar e alavancar o nosso desenvolvimento teremos a nossa força de trabalho que estará ativamente no processo de recuperação total da BA220, recolheremos impostos advindos da obra que usaremos para execução de novas ações estruturais e geraremos emprego direto e indireto que moverá a economia local”, concluiu. A população de Andorinha recebeu com festa a notícia.

ASCOM ANDORINHA