sexta-feira, 5 de outubro de 2012

PORTARIA Nº 15/2012 – DISPÕE SOBRE RESTRIÇÕES REFERENTES AO RESGUARDO DAS ELEIÇÕES DE 07/10/2012



O Dr. ANTONIO GOMES DE OLIVEIRA NETO, Juiz Eleitoral da 45ª Zona – BA, no uso de suas atribuições legais, considerando:

1º - O direito a vida;
2º - As brigas ocorridas em eventos políticos;
3º - O poder de polícia do Juiz Eleitoral;
4º - A Lei 4.737/65 (art. 35, IV e XVII e art. 347);
5º - A Lei 9.504/97;
6º - A manutenção da ordem pública;
7º - A tranquilidade dos trabalhos eleitorais;
8º - As determinações das Resoluções do TSE;
9º - A Lei 9.605/98 (art. 54);
10º - a LCP (art. 42).

RESOLVE

Art. 1º Proibir a comercialização e o uso de bebidas alcoólicas de qualquer espécie, dentro da jurisdição da 45ª Zona Eleitoral, na sede e na zona rural dos municípios de Senhor do Bonfim e Andorinha, no período compreendido entre as 06h00min (seis horas da manhã) do dia 06 de outubro de 2012, até as 24h00min (vinte e quatro horas) do dia 07 de outubro de 2012.

Art. 2º Determinar que a força policial feche e autue em flagrante o proprietário de estabelecimento comercial, bar ou restaurante, que descumprir a presente Portaria, o que caracteriza o crime previsto no art. 347 do Código Eleitoral, punível com detenção de três meses a um ano e pagamento de dez a vinte dias-multa.

ANTONIO GOMES DE OLIVEIRA NETO
Juiz da 45ª Zona Eleitoral

A presente portaria ainda disponibiliza de outras proibições e poderes a pessoas que trabalharão no dia do pleito.

Aqui registramos aquelas referentes à proibição da venda de bebida alcoólica.

Maravilha Notícias

RESULTADO DE PESQUISA EM ANDORINHA APONTA ZÉ BRANCO COM MAIS DE 55% DE PREFERÊNCIA


Escolas cedem espaços para votação

http://colegioestadualsenhordobonfim2011.blogspot.com.br/

As 837 escolas estaduais da Bahia que estão cedidas ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para servir como zona eleitoral suspenderam as aulas nesta sexta (5) e só retornam as atividades acadêmicas na próxima terça (9). Do total de unidades, 201 estão localizadas em Salvador e 636 em municípios do interior do Estado. 
De acordo com a Secretaria Estadual da Educação, a cessão das escolas já estava prevista no calendário e nos calendários de reposição das aulas e, por isso, não acarretará mais prejuízos aos estudantes.

SEC

Wagner pedirá manutenção do Horário de Verão ao governo


O governador da Bahia, Jaques Wagner, anunciou que entrará, nesta sexta-feira (5), em contato com o Ministério de Minas e Energia para tratar da adesão ao Horário de Verão. A Bahia foi o único estado do Nordeste a adotar a medida no ano passado, após oito anos sem mudança. Wagner adiantou que o aumento de uma hora no relógio é uma tendência, já que, segundo defende, o estado é parte do Brasil e deve acompanhar o adotado nos grandes centros. "Do ponto de vista da energia, a economia não é tão grande. Mas eu acho uma maluquice não seguir, porque temos um horário só o ano inteiro e, de repente, você partilha o Brasil em dois. Televisão, bancos e até o governo são prejudicados", argumenta. Mesmo com a rejeição dos baianos à alteração, o governador disse desenvolver pesquisa para avaliar a opinião da população. “Tenho que ouvir a população, porque também não vou fazer uma coisa que todos achem que é ruim”, avaliou. O Horário de Verão começa à meia-noite do dia 21 de outubro deste ano e termina às 0h do dia 17 de fevereiro de 2013.

Informações do Correio.

Rodoviária terá 200 horários extras para atender eleitores do interior


Cerca de 55 mil pessoas devem embarcar na Estação Rodoviária de Salvador desta sexta-feira (5) a domingo (7), dia das eleições municipais, segundo estimativa da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba).

Nesse período, as empresas vão disponibilizar 200 horários extras, além dos 540 horários regulares cumpridos diariamente. O movimento de saída de Salvador deve se intensificar a partir desta sexta-feira.

Os destinos mais procurados são Vitória da Conquista, Teixeira de Freitas, Ilhéus, Barreiras e Senhor do Bonfim, além de todo o Recôncavo Baiano.

A Agerba recomenda que os passageiros procurem chegar à Estação Rodoviária de Salvador com uma antecedência mínima de 20 minutos do horário marcado para a viagem, evitando, assim, possíveis transtornos no momento do embarque.

O boxe da Ouvidoria da Agerba na Estação Rodoviária de Salvador ampliou o atendimento ao público já realizado pelo posto da agência que funciona no Embarque B. O boxe, que vai atender aos usuários também no domingo, fica no Embarque A.

O usuário dispõe ainda de outros canais para registrar queixas e sugestões. Existe o call center da Agerba, que atende pelo telefone 0800-071-0080, das 7h às 19h, de segunda a domingo, e o passageiro pode também se comunicar através do e-mail ouvidoria@agerba.ba.gov.br ou da página da agência na internet: www.agerba.ba.gov.br, no link ‘Fale Conosco’. Se preferir, ainda tem o fax 0xx71-3115-4867.

CN

CANUDOS: 115 ANOS DE UM MASSACRE

 

No final do século XIX, poucos anos após a proclamação da República, o sertão da Bahia foi palco de um dos mais extraordinários exemplos de insubordinação popular que a história brasileira já registrou: o arraial de Canudos, ou Belo Monte. 

Fundado pelo beato cearense Antônio Vicente Mendes Maciel, o Conselheiro, e ostentando como regra capital o trabalho e a oração, a comunidade de Canudos converteu-se, em pouco mais de três anos, num dos maiores centros populacionais do sertão da Bahia, sendo responsável, inclusive, por sua autosustentação. Relatos da época dão conta do alto nível de prosperidade a que chegou o arraial conselheirista. Constatou Nina Rodrigues, em 1897, que Antônio Conselheiro havia, em curto prazo, elevado Canudos "de estância deserta e abandonada em uma vila florescente e rica". Manuel Benício, testemunha ocular dos fatos, notou que "às margens frescas do rio [o Vaza Barris que banhava Canudos], eram cultivadas plantações de diversos legumes, milho, feijão, favas, batatas, melancias, jerimuns, melões, canas, etc... os pequenos cultores da terra possuíam sítios, pomares, fazendolas de criação de bode, animais vacuns e cavalares". A pecuária, com acento na caprinocultura,  assumia tamanho papel na economia do Belo Monte que um importante político da época, o deputado César Zama, chegou  a afirmar que "aquela povoação proporcionava ao Estado pingue fonte de receita do imposto de exportação sobre peles". Nos anos quarenta do século passado, Manuel Ciríaco, ex-morador do arraial, contou ao jornalista Odorico Tavares, da revista O Cruzeiro, que "no tempo de Antônio Conselheiro havia de tudo, por estes arredores... Até cana de açúcar de se descascar com a unha nascia bonitona por estes lados. Legumes com abundância e chuvas à vontade". Outro remanescente de Canudos, Honório Villa Nova, não conseguia esconder a nostalgia, quando o assunto era o cotidiano do Belo Monte: "Grande era o Canudos do meu tempo [disse ele a Nertan Macedo]. Quem tinha roça tratava de roça. Quem tinha gado tratava do gado. Quem tinha mulher e filhos, tratava da mulher e dos filhos. Quem gostava de rezar ia rezar". Este conjunto de informações oriundas de pessoas de dentro e de fora de Canudos dá uma dimensão aproximada do quão importante foi  a comunidade canudense, do ponto de vista político, social e econômico.

As elites brasileiras, contudo, não viram com bons olhos a experiência de Canudos. No final de 1896, acusando os conselheiristas de insubordinação contra a República, o Estado Brasileiro declara guerra à "aldeia sagrada" dos sertanejos. Para exterminar o arraial, tido como monarquista, o Governo Federal, com o apoio da Igreja Católica e dos fazendeiros, mandou ao sertão da Bahia nada menos que quatro expedições militares, totalizando-se um contingente de cerca de doze mil homens em armas, mais da metade do efetivo do Exército, naquele momento. A capacidade bélica dos sertanejos, inicialmente subestimada, surpreendeu os adversários. A cada batalha travada, as forças legais sofriam novas baixas e o poder de fogo dos canudenses saía fortalecido. As três primeiras expedições, que juntas totalizavam mais de dois mil soldados, foram fragorosamente esmagadas.

As sucessivas derrotas puseram em pânico o Governo da República que passou a ver em Canudos um perigo cada vez mais real e assustador. Impunha-se, portanto, que se tomassem medidas mais enérgicas. Afinal de contas – acreditava-se – era o destino da República que se encontrava em jogo. O Governo não tardou e uma nova expedição foi mandada às terras sertanejas, desta feita com quase dez mil soldados, além dos reforços posteriores. As elites, então, puderam respirar aliviadas. Canudos, finalmente, estava liquidado. No conflito, morreram cinco mil soldados e todos os habitantes do Belo Monte, estes últimos estimados em quinze mil almas. Deste modo, Canudos entrou para a história como o maior e mais violento massacre já ocorrido em terras brasileiras.

Ao fechar sua obra maior – Os Sertões – livro em que narrou o episódio de Canudos, o ensaísta Euclides da Cunha assim se expressou: “Canudos não se rendeu. Exemplo único em toda história, resistiu até ao esgotamento completo. Expugnado palmo a palmo na precisão integral do termo, caiu no dia 5 (de outubro de 1897), ao entardecer, quando caíram os seus últimos defensores, que todos morreram. Eram quatro apenas: um velho, dois homens feitos e uma criança, na frente dos quais rugiam raivosamente cinco mil soldados”. Era a constatação, por parte de um membro da elite letrada do Brasil, de que o extermínio material de Canudos não implicava necessariamente no extermínio da utopia de Antônio Conselheiro. Canudos, de fato, não morreu. E como diz o poeta, ele “está vivo na união, tá na fé no coração/ Tá no homem, na mulher/... tá na terra na alegria/no amor, na rebeldia”.

José Gonçalves do Nascimento
Presidente da Academia de Letras e Artes de Senhor do Bonfim - ACLASB

OPERAÇÃO ELEIÇÕES 2012



A Polícia Rodoviária Federal intensificará as fiscalizações no dia 07/10 (domingo), dia das eleições 2012. Esse trabalho visa proporcionar a segurança das pessoas em trânsito nas rodovias federais, evitar as ocorrências de acidentes de trânsito, além de coibir a prática ilícita e abusiva do transporte irregular de eleitores.
O transporte de eleitores fora das hipóteses previstas na Lei 6.091/94 configura conduta criminosa e requer aplicação das providências cabíveis como ocorrência em face de qualquer outro delito.
Durante todo o dia as rodovias federais estarão sob esquema especial de fiscalização, com reforço no policiamento através de escala extra local e do Núcleo de Operações Especiais – NOE, que utilizarão todas as viaturas operacionais, inclusive resgates, postos móveis e motocicletas em ações ostensivas afim de salvaguardar a integridade das pessoas.

RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES PARA QUEM VAI VIAJAR:
 Veículo em dia – A checagem das condições do automóvel é fundamental, mesmo quando as distâncias percorridas são pequenas. Faróis conferidos para ver e ser visto; pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador em dia;
  • Planejamento da viagem – O motorista deverá procurar se informar sobre as distâncias que irá percorrer, as condições do tempo em sua rota, pontos de parada, existência de postos de combustíveis e de restaurantes à beira da estrada;
  • CNH, CRLV e RG: Antes de viajar, confira os documentos pessoais e do veículo, bem como das crianças (certidão de nascimento quando for o caso);
Cinto de segurança - Certifique-se que todos os ocupantes do veículo estejam com o cinto de segurança;
  • Pausas para descanso – O condutor deverá programar paradas a cada 3 horas. Quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da "hipnose rodoviária", na qual se mantém de olhos abertos, mas sem percepção da realidade à sua volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora;
  • Período noturno – Evitar circular à noite. Além da redução da visibilidade, é o horário que os delinquentes mais se aproveitam para a prática de crimes. Ademais, em caso de pane, o socorro mecânico é sempre mais lento;
CONSIDERAÇÕES SOB CHUVA:

É importante ficar alerta desde o início da chuva, quando a pista, geralmente, fica mais escorregadia, devido à presença de óleo, areia ou impurezas;
  • O condutor deve manter sempre o pleno controle do seu veículo, desta forma, deverá adaptar a sua velocidade às circunstâncias para conseguir  manter esse controle;
  • É preciso também manter uma distância de segurança entre os veículos.                    
OBSERVE E OBEDEÇA A SINALIZAÇÃO:

Cuidado com o excesso de velocidade, pois é  a causa da maioria dos acidentes;
ULTRAPASSE SOMENTE EM LOCAIS PERMITIDOS e com absoluta certeza do sucesso da manobra;
  • Evitar trafegar pelos acostamentos, pois impede o acesso rápido dos veículos de emergência (ambulância, viaturas policiais e resgates) que prestam socorro e garantem a segurança nas rodovias;
Não ingerir bebida alcoólica. Bebida e direção não combinam.
NUCOM - PRF

Governo de Senhor do Bonfim realiza uma série de inaugurações em Terreirinho, Missão do Sahy e Carrapichel


O Governo Municipal de Senhor do Bonfim concluiu três novas obras e convida a população para conhecer os resultados.

Nesta quinta-feira, dia 4 de outubro, às 17h, será inaugurada a Quadra Poliesportiva do Povoado de Missão do Sahy. Com um investimento de mais de meio milhão de reais, a obra é o resultado de uma parceria entre o Governo Municipal e o MEC, através do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

A Quadra Poliesportiva Madre Ana Letícia do Coração de Jesus, como foi batizada, além de ser coberta, conta com palco para eventos, alambrado e arquibancada.

Terreirinho também foi beneficiado – Na tarde de ontem (3 de outubro), o prefeito interino de Senhor do Bonfim, Aurélio Soares, entregou para a população do povoado de Terreirinho o Campo Society Edvando Souza Santana.

O empreendimento foi realizado com recursos próprios. Foram investidos no Campo Society mais de R$ 34 mil, além do suporte técnico.

Carrapichel não ficou de fora – Nesta sexta-feira, dia 5 de outubro, às 17h, também será inaugurado o Espaço de Convivência Joana Rodrigues as Silva (Dona Janoca), no Povoado de Carrapichel.

Com um investimento de mais de R$ 78 mil, a obra foi realizada com recursos do Leilão de Terrenos no Parque da Cidade. Além disso, o Governo Municipal ofereceu todo o suporte técnico para a construção do espaço de convivência que vai beneficiar a população de Carrapichel.

Governo de Senhor do Bonfim trabalhando com ética, responsabilidade e transparência para garantir o bem estar do povo bonfinense.

ASCOM

SUMIÇO DE UM PAPAGAIO‏


Gratifica-se quem souber do paradeiro de um papagaio, desaparecido da Rua Irecê, próximo ao Mercadinho Belo Preço, de propriedade da Professora Sândyna.  
Quem encontrar ou souber de alguma informação favor entrar em contato pelo telefone 9106-1292 ou 9191-4106. O mesmo será gratificado.