domingo, 31 de março de 2013

FILHO DO EMPRESÁRIO ROBERTO SOM MORRE EM ACIDENTE DE CARRO NA BR-116


O Jovem Dário Rodrigues de Oliveira Neto, 26 anos, conhecido por “Dário Gravações”, Filho do Empresário itiubense Roberto Som, morreu em um acidente de carro na manhã deste domingo (31) na BR 116/Norte, há 19 km de Euclides da Cunha.

Segundo informações, Dário passou a noite trabalhando na coordenação do Som do Churrálcool 2013, festa que contou com as apresentações de Luan Santana, Psirico e Reginaldo Rossi, quando retornava de Ribeira do Pombal para Itiúba na companhia de quatro amigos por volta das 11:00 horas da manhã, o carro em que o mesmo estava acabou capotando.

Dário morreu no local do acidente, já Isná Barbosa da silva, 28 anos, J. V.S.S, de 17, e Almiro José da Silva, 28 foram conduzidos até o hospital de Euclides da Cunha e passam bem.

De acordo com informações chegadas até o portal, no momento do acidente o veículo estava sendo conduzido por um rapaz conhecido por Chico que não sofreu ferimentos e se encontra no local do acidente.


Por: Portaldenoticias.net

SARGENTO DA PM MATA EX-MULHER E DEPOIS SE SUICIDA NA FRENTE DOS FILHOS EM CANUDOS


Um sargento da Polícia Militar matou a ex-mulher e depois se suicidou na frente dos filhos em Canudos, município localizado a 350 quilômetros da capital baiana. O crime aconteceu por volta das 9h deste domingo (31), em um povoado a cinco quilômetros da cidade.

Segundo o capitão Moura, da 5ª Companhia do 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM/Euclides da Cunha), o PM Isamaque Ferreira Lima, de 40 anos, havia acabado de buscar os filhos para passar o Domingo de Páscoa quando ele encontrou com a ex-companheira na Mercearia Carvalho.

O casal, que estava separado havia pouco tempo, iniciou uma discussão. Durante a briga, o PM sacou a arma e disparou três vezes contra a ex, Regina Cardoso de Carvalho, 38 anos. Em seguida, o sargento atirou na própria cabeça.

Os filhos do casal - uma menina de seis anos e os gêmeos de dois anos - estavam dentro do carro do pai e presenciaram o crime.

Regina não resistiu aos ferimentos e morreu em frente a mercearia. O PM Isamaque chegou a ser socorrido para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

"Já haviam indícios que este tipo de fatalidade poderia acontecer", relatou o capitão Moura. "Segundo testemunhas, a Regina já tinha registrado queixa contra o sargento por ameaça. Eles também já tinham feito parte de uma audiência conciliatória com o Ministério Público, mas não chegaram a um acordo. Tudo indica que a disputa dos dois tinha relação com a guarda das crianças".

O corpo de Regina Cardoso de Carvalho permanece no local do crime, aguardando a chegada do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Euclides da Cunha. Já o corpo do sargento Isamaque Ferreira Lima está em um hospital local, onde também aguarda a chegada do DPT.

O caso será investigado pela Delegacia de Canudos. As crianças foram retiradas da cena do crime e estão acompanhadas dos familiares maternos, mas também devem ser ouvidas pela polícia da região.


Correio24horas