quarta-feira, 26 de junho de 2013

"SÃO JOÃO DA TRADIÇÃO?" ARTISTAS CRITICAM SUFOCAMENTO DA CULTURA BONFINENSE

Sanfona, pandeiro e zabumba.

A cultura unifica a nação, esta premissa básica é suficiente para a presente analise em que se aponta a
descaracterização da cultura popular nordestina especificamente o são João no interior da Bahia. Mesmo diante da diversidade da identidade sertaneja, por exemplo, percebemos que alguns elementos externos ultrapassam valores tradicionais com raízes marcantes da fantástica miscigenação brasileira e que fogem aos princípios do momento vivido.

Quando se fala em cultura, tudo ou quase tudo cabe. Porém, quando numa brincadeira infantil gritamos “cada macaco em seu galho”, estamos querendo acordar que existe um lugar para cada um e um momento para cada coisa. O comediante e compositor baiano, Gordurinha, dizia que “chicletes ele iria misturar com bananas”! Mas, só quando o Tio San pegasse no tamborim. Seguindo este raciocínio, fica a dica: não faça esta mistura de forma tão radical, isto é um choque para uma cultura construída ao logo de tantos anos de festa e alegria intrínseca a forma de ser do povo do nordeste brasileiro e aqui falamos especificamente do povo baiano e bonfinense.

Será que as senhoras e senhores que dedicaram suas vidas para fortalecer e manter viva a história cultural de Senhor do Bonfim merecem este desrespeito? Perdoem-nos os organizadores que acreditamos não terem medido esforços para planejar, fazer uma consulta popular com as classes e pessoas responsáveis pela tradição dos festejos juninos em Senhor do Bonfim, gente que entenda de alimento a transporte, de hospedagem a segurança, da fé ao divertimento.

Ironia? Claro que sim! Porque acreditamos na transformação da cultura, mas, não na banalização e desrespeito com o esforço coletivo de um povo que vêm doando a muitos anos suas mais profundas convicções para manter vivo a essência do forró, da roda cantada, das bandas de calumbis, da magia do trio: triangulo, sanfona e zabumba, das luzes e brilhos dos fogos explodindo em alvoradas, vivas a Santo Antônio, São João e São Pedro; Sem esquecer Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Zé Anastácio e Eliziario, Neném Fogueteiro e tantos outros mestres e mestras desta brava gente bonfinense.

Antes que digam, não se trata de ufanismo ou saudosismo caricaturado. O que provocamos aqui é uma reflexão sobre o valor cultural e a importância para as gerações futuras de se manter a memória dos homens e mulheres que fizeram e fazem a história de Senhor do Bonfim.

Assim, se ouvirdes uníssono que desde o início de junho em Senhor do Bonfim chega de paredão, lek-lek, pagodão, músicas eletrônicas, e todos os pacotes massificadores. Não estamos ocultando uma face oculta do moralismo ou da censura disfarçada. O que queremos é manter a ética, respeitando a memória dos mais velhos e garantindo a acessibilidade aos mais novos no gigantesco terreiro da tradição cultural.
Outro lado da moeda Ao observar o circuito cultural bonfinense na atualidade percebemos que blocos como Jegue elétrico, Feixo de Lenha, Bico do Urubu, Me cutuca e o sfrega só para citar os mais famosos, são opções incentivadas pela iniciativa privada e de interesse comercial autêntico dentro do sistema capitalista vigente e que, até que se possa criar um sistema mais coletivo e autossustentável da economia, permanecerá esta forma dominante inclusive no campo cultural porque a economia gerada com a indústria dos divertimentos é a que mais cresce no mundo e em Senhor do Bonfim não é diferente. Porém, para que outras opções como calumbis, roda do palmeira, samba de lata e outras manifestações se fortaleça será necessário a intervenção do Estado.

Mas, contudo, o Estado que tem a obrigação de garantir o direito de cada cidadão como afirma a constituição federal no Artigo 215. “O Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional, e apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações culturais”. Assim, entendemos que uma vez em que “todos são iguais perante a lei”, é preciso garantir direitos e respeitar a diversidade. O empresário tem a liberdade de oferecer um serviço e o público o livre arbítrio para comprar ou não o ingresso isso é um fato! Mas, a maioria das pessoas não são obrigadas a ouvirem e dançarem no mesmo compasso capitalista imposto dentro desta logica: coma, beba, dance e dance! Por tanto o poder público tem a obrigação de respeitar e fazer cumprir a lei.


Assinado: Núcleo Aroeira de Arte
(Associação Artística, Cultural e Educacional do Semiárido Baiano)

DIAS 28 E 29 TEM PIT STOP NA CAVEPE YAMAHA


USUÁRIOS DA BA 220 ENTRE BONFIM E IGARA BLOQUEARAM ESTRADA EM PROTESTO CONTRA ATRASO NAS OBRAS



Cansados de esperar pela conclusão das obras de recuperação da BA 220, trecho que liga o Distrito de Igara à sede do município de Senhor do Bonfim, usuários da estrada interditaram a pista de rolamento da estrada na altura do povoado de Baraúna, onde foram colocados pneus, e galhos secos, para chamar a atenção da Empresa OPF Construções, responsável pela recuperação da estrada.


Segundo os manifestantes, senhor José Dermeval, e o senhor Jocimar Antonio, mês que vem (julho) irá completar um ano, que a estrada teve início na recuperação, e que a empresa vive enganando, 'tapiando' e não recupera, não sinaliza, não dá a minima condição de tráfego. Eles alegam também prejuízo em parabrisas, falta de segurança, entre outras situações.


Recentemente uma Ranger colidiu na traseira de uma máquina da empresa, por falta de sinalização, um caminhão capotou, o vigilante e servidor público Manoel Ferreira, (Pega Jega), faleceu atropelado, o senhor Augusto Guilhermino perdeu seu veículo Gol Quadrado, em capotamento ocasionado pela péssima condição da estrada.


A reportagem do Blog Maravilha Notícias conversou também com representante da OPF Construções, que tem sua sede em Salvador, o senhor Willian Rios, que assegurou que próximo mês as obras serão concluídas e que já foram contratados mais homens para a aceleração das obras.

Perguntamos o que ocasionou o atraso na recuperação da estrada, o senhor Willian alegou que a chuva que caí na região desde abril, seria a causa do atraso.

Diante da proposta em dar por concluída em julho os manifestantes resolveram desbloquear a rodovia, a PM se fez presente garantindo a integridade de ambas as partes.


Maravilha Notícias

APÓS MANIFESTAÇÕES NAS RUAS, CÂMARA DOS DEPUTADOS REJEITA PEC 37


Pressionada pelas manifestações que tomam as ruas contrárias ao projeto que retirava poderes de investigação do Ministério Público, a Câmara dos Deputados derrubou nesta terça-feira (25) a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 37.

A votação faz parte de uma agenda positiva criada pela Câmara para responder aos protestos. Nos últimos dias, a proposta passou a ser uma das principais reivindicações dos grupos populares. Foram 430 votos contrários à medida contra 9 favoráveis e 2 abstenções.
O projeto previa que a condução de inquéritos criminais seria exclusiva das polícias, enquanto caberia aos Ministérios Públicos federal e estaduais apenas apresentar ações na Justiça ou arquivar as investigações.


Folha de S. Paulo

SÃO JOÃO DE PAZ NA ÁREA DO 6° BPM‏


O 6º Batalhão de Polícia Militar proporcionou um São João de paz aos cidadãos, moradores e turistas, nas grandes festas das cidades de Senhor do Bonfim e Jaguarari.

O trabalho preventivo de abordagens constantes do policiamento ostensivo, antes do período junino, foi tão importante quanto a atuação da Polícia Militar nos dias de festa, combatendo a criminalidade. Além de desencorajar os criminosos, marcando sua presença, os policiais do 6º BPM tiraram de circulação drogas destinadas à comercialização no feriado, que foram apreendidas e remetidas às Delegacias de Polícia da região.

O empenho dos policiais do próprio efetivo do 6º Batalhão somou-se ao apoio das companhias independentes de Campo Formoso (54ª CIPM), Juazeiro (73ª, 74ª, 75ª e 76ª CIPM) e da CIPE Caatinga (CPAC), que, pela primeira vez, atuou com patrulhas no circuito.

No São João de 2013, o trabalho da Polícia Militar através de patrulhas, rondas com viaturas, rondas com cães, barreiras de abordagens no trânsito, dentre outras modalidades de policiamento, e com a parceria do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil, resultou na conquista de números estatísticos de ocorrências ainda menores que a festa do ano passado.

Em Senhor do Bonfim, por exemplo, em relação a 2012, houve queda de um total de 19 para 10 ocorrências, no circuito da festa. Um registro de um roubo, uma apreensão de arma branca (faca) por porte ilegal e uma prisão por tráfico de drogas foram os casos mais expressivos. Em Jaguarari, foi registrada apenas uma ocorrência policial de porte de arma branca, durante os quatro dias de festa.


6° Batalhão de Polícia Militar
Seção de Comunicação Social

OPERAÇÃO SÃO JOÃO: PRF-BA REGISTRA 188 ACIDENTES COM 12 MORTOS

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou o balanço de acidentes nas rodovias federais que atravessam o estado da Bahia. De acordo com o boletim, foram registrados 188 acidentes, que deixaram 85 pessoas feridas e 12 mortas. Os dados foram contabilizados no período que vai da quinta-feira (20) até a madrugada de terça,25. Considerando o dado com o balanço da PRE, foram registrados 221 acidentes ao todo, com 15 mortos.

Segundo a apuração dos policiais rodoviários, a maioria dos acidentes ocorreu por imprudência ou desatenção dos motoristas. A análise dos casos envolvendo vítimas fatais apresentou sete mortes em colisões frontais, dois por atropelo a pedestres, duas por queda de motociclista e um por atropelo a animal. As rodovias mais perigosas foram as BR-116 e 101, onde ocorreram o maior número de mortes no trânsito.

Também foram observadas diversas imprudências na Operação de São João da PRF, sendo as autuações por excesso de velocidade: 3.510 motoristas foram flagrados desrespeitando esta lei. Também foram registrados 630 casos de ultrapassagem proibida e 330 por não utilização do cinto de segurança, 151 por problemas com equipamentos obrigatórios.

Ao todo, foram fiscalizadas 9.185 pessoas e 8.037 veículos, dos quais 1.019 eram motocicletas. No período, foram emitidas 2.860 notificações de trânsito.

Lei Seca
Foram feitos 798 testes de bafômetro nas rodovias federais e 44 motoristas foram flagrados dirigindo alcoolizados. Eles foram autuados por cometer infração gravíssima, que tem multa de R$ 1915,50. Destes, nove também foram presos por crime de embriagues no trânsito e encaminhados para a delegacia de polícia judiciária.

PRE
Já nas rodovias estaduais o número de acidentes foi bem menor do que nas vias federais: foram registrados 33 acidentes no mesmo período. Nestas situações, 27 pessoas ficaram feridas e três pessoas morreram.

Correio

BANDIDO ROUBA MAIS DE CINCO MIL REAIS NA FRENTE DE BANCO EM BONFIM


Por volta das 10h40min, dessa terça-feira (25), quando se dirigia à agência bancária do Banco do Brasil, um jovem foi assaltado por um homem não identificado, que lhe abordou na frente da agência, segundo a vitima, o bandido encostou um cano tipo de arma de fogo em suas costas e anunciou "passa o pacote, passa o pacote", levando o valor de R$ 5.500,00, que seria depositado.

Após consumar o roubo o assaltante se infiltrou por entre as barracas na Praça Dr. José Gonçalves, e não foi localizado, no prejuízo o rapaz registrou queixa na Delegacia Territorial.


Maravilha Notícias

DELEGACIA DE HOMICÍDIOS E PROTEÇÃO À PESSOA INICIA INQUÉRITO CASO SALSICHA

Na manhã dessa quarta-feira (26), nossa reportagem esteve conversando com o Delegado Delmar Bittencourt, chefe do DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa), que nos informou, que a partir de hoje será aberto o inquérito par apurar as causas da morte do jovem GERSON BONFIM, conhecidíssimo popularmente por "SALSICHA", que faleceu quando tentava atravessar por entre os trilhos dos vagões da linha férrea, no último dia 23 de junho.

Salsicha teve seu corpo partido ao meio da cintura pra cima, e acabou falecendo no local.

O Delegado deve intimar o maquinista, e testemunhas para saber mais sobre o acidente.

Maravilha Notícias

PM É ENCONTRADO MORTO EM CAMPO FORMOSO


O policial militar Joseilson Fonseca, 39 anos, foi encontrado morto, na manhã desta terça-feira (25) próximo ao povoado Lagoa da Roça. Ele estava com um tiro no tórax e uma arma em punho. Uma pistola também foi encontrada a 200 metros da estrada, em um matagal. O carro dele, um Gol cor cinza com placa de Salvador, capotou no local, na noite desta segunda-feira (24).

Segundo informações da polícia, Joseilson é natural do povoado Lagoa da Roça, município de Campo Formoso, trabalhava na Casa Militar na capital baiana e estava passando o fim de semana com a família. O soldado estava acompanhado de Josenilton Batista Lopes, morador de Poços, que prestou depoimento à polícia. Ele conta que o PM teria ingerido bebida alcoólica e após capotar o carro disse que ia matá-lo e em seguida se suicidar. Josenilton afirma que correu do local e Joseilson cometeu suicidou. Outras informações sobre o que teria motivado o crime ainda não foram reveladas. A polícia investiga o caso.


Fonte: 98 Notícias/Foto: Marcone Nunes

EM MENOS DE 24 HORAS POLÍCIA CIVIL RECUPERA ABADÁS E PRENDE AUTORES DO ROUBO

Depois de tomar conhecimento sobre a autoria de furtos de abadás, em Senhor do Bonfim, o Delegado Titular da cidade, Dr. Delmar Araújo determinou a equipe do SI composta pelos investigadores, Vitor Alves e Radimak Lopes a proceder com as investigações e prender os autores do roubo de um aparelho celular e duas camisas do Sfrega.


Não demorou muito e em menos de 24 horas de investigações, o Serviço de Inteligência chegou até as pessoas de:  CLEBSON DANILO RIBEIRO DE OLIVEIRA vulgo “CLEBINHO” ou “DA LUA” e o receptador DOUGLAS DA SILVA MOURA, sendo que o “Da Lua” de posse do aparelho celular marca Samsung, cor preta, operadora Vivo e com DOUGLAS, um abadá de camarote do forró do Sfrega no valor de seiscentos e setenta reais, ele confessou ter comprado no valor de cinquenta reais, já “Da Lua” confessou que teve o apoio de um menor que ficou na parte de cima da linha de tocaia, e atacaram a vitima quando ela passava próximo ao local com os abadas e roubaram também o celular, após consumarem o roubo o menor fugiu no sentido Hotel Vitória em uma bicicleta BMX.

De acordo com a Polícia “Da Lua”, já tem costumes na prática desse tipo de ilícitos na companhia de menores.