sábado, 23 de novembro de 2013

POLICIAL: PRF CAPIM GROSSO APREENDE ARMAS, DROGAS E RECUPERA CARRO ROUBADO‏


Na madrugada de hoje, agentes da PRF de Capim Grosso, abordaram no KM 357 da BR 324 (área do Posto PRF), o veículo GM/Celta de placas KIR9245/BA, que era conduzido Obério Herculano dos Santos, 24 anos, e tinha como passageiras Márcia M. S. Martins e uma menor; após averiguação minuciosa nas bagagens dos ocupantes, foram encontradas na bolsa de Marcia seis munições calibre .38, aproximadamente 3g de substância com aparência de cocaína e uma trouxinha de substância análoga a maconha, com cerca de 3g. Posteriormente, os agentes efetuaram buscas pelo restante do veículo, onde foram encontrados nos forros de porta 01 revólver cromado calibre 38 da marca Rossi, carregado com 06 munições; 02 revólveres oxidados calibre 38 da marca Taurus, descarregados; 01 pistola Taurus oxidada calibre .40 com 01 carregador e carregada com 02 munições; 02 placas com o código alfa-numérico MQV-8896, acompanhadas de um CRLV supostamente referente ao veículo VW Crossfox preto; 3,468Kg de substância com aparência de maconha e 0,946Kg de substância com aparência de cocaína e 8,575Kg de insumos para beneficiamento da droga (bicarbonato, pó de mármore, etc).


Durante a abordagem, verificou-se também que o veículo continha indícios de adulteração no chassi, e ao realizar consulta através do número do motor constatou-se que se tratava de um clone feito a partir do veículo de placas JPN-3199/BA, o qual apresentava restrição de roubo e furto. De acordo com Obério, ele sabia da existência dos ilícitos, afirmando que foi contratado pelo valor de R$2.000,00 (dois mil reais) para transportá-los desde a cidade de Vitória da Conquista/BA até o município de Juazeiro/BA, local onde entregaria todo material a uma pessoa desconhecida, esta que iria telefonar para ele informando como proceder.

Diante dos fatos, Obério e Márcia foram presos em flagrantes, e encaminhados para a DEPOL de Jacobina, enquanto a menor foi encaminhada para o Conselho Tutelar de Capim Grosso, a fim de serem tomadas as providências cabíveis.

É a PRF cumprindo com seu papel na sociedade, preservando o motivo maior de sua existência: salvar vidas.


ATT:
Insp. Lopes Júnior - Ch. do Posto PRF 02 - Capim Grosso - BA

SAÚDE: NOTA DE ESCLARECIMENTO DO HOSPITAL DOM ANTÔNIO MONTEIRO

O Hospital Dom Antônio Monteiro, através da Secretaria Municipal de Saúde, em resposta à reportagem exibida no blog Maravilha Notícias, esclarece:
No dia 21/11 (quinta-feira) foram realizadas oito cirurgias eletivas e duas cirurgias de emergência. A unidade possuía material disponível no estoque, mas não foi solicitado ao serviço de lavanderia.
Essa situação toda ocorreu por uma falha na comunicação da equipe, uma atitude isolada da médica, que não quis esperar o material que estava sendo esterilizado.No mais, a Diretoria assim como a Ouvidoria está aberta a qualquer esclarecimento.
Ouvidoria do Hospital Dom Antônio Monteiro



ASCOM

POLICIAL: POLÍCIA CIVIL, DANDO CONTINUIDADE A OPERAÇÃO ITIÚBA - SEM DROGAS, COLOCA ATRÁS DAS GRADES MAIS DOIS TRAFICANTES


O Delegado Territorial do Município de Itiúba – Bahia , Dr. Cláudio Gomes, após meses de investigações policiais, objetivando o combate ao tráfico de Drogas no Município de Itiúba – Bahia, coloca atrás das grades os nacionais EDMILSON DA SILVA SANTOS IRMÃO e LUCAS SANTOS XAVIER, acusados de realizarem tráfico de drogas no Município de Itiúba - Bahia, mas precisamente nas imediações de um lugarejo denominado LAGE GRANDE, local de difícil acesso para alcance da Polícia e identificação dos transgressores da Lei, os quais com as praticas delituosas estavam colocando em risco e no vício pessoas indefesas, tirando a paz e a tranqüilidade da Comunidade Itiubense.

Durante as investigações e denúncias constantes na DEPOL, O Delegado Dr. Cláudio Gomes, o IPC Paulo Adriano e Agente Público Valnei Aquino, de posse de Mandado Judicial em desfavor dos suspeitos, no dia 20/11/2013 , por volta das 16:00 horas, monitoraram um dos viciados em drogas , realizando uma campana nas imediações do lugarejo denominado LAGE GRANDE , próximo à residência dos suspeitos LUCAS e IOGUE , flagrando o momento em que os traficantes entregaram uma certa quantidade da erva maconha para o usuário , recebendo dinheiro em troca da venda da substância entorpecentes, confirmando a prática Criminosa e investigada pelo Setor Policial.

O Usuário U.A.S, confessou ter adquirido a drogas das mãos dos suspeitos LUCAS e IOGUE, sendo conduzido para a Delegacia de Polícia, para as providências cabíveis.

Os suspeitos “ LUCAS E IOGUE “, já acima identificados , após terem resistido a prisão por parte da Guarnição Policial, foram detidos e conduzidos para a Delegacia de Polícia do Município de Itiúba – Bahia, e após o convencimento Jurídico por parte da Autoridade Policial, foram autuados em Flagrante Delito por práticas dos crimes tipificados nos Artº 33 e 35 da Lei Federal nº 11.343/2006 e Artº 329 do Códex Penal Pátrio.


Art. 33. ( Lei 11.343/2006 )- Importar, exportar, remeter, preparar, produzir, fabricar, adquirir, vender, expor à venda, oferecer, ter em depósito, transportar, trazer consigo, guardar, prescrever, ministrar, entregar a consumo ou fornecer drogas, ainda que gratuitamente, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar:
Pena - reclusão de 5 (cinco) a 15 (quinze) anos e pagamento de 500 (quinhentos) a 1.500 (mil e quinhentos) dias-multa.
§ 1o Nas mesmas penas incorre quem:
I - importa, exporta, remete, produz, fabrica, adquire, vende, expõe à venda, oferece, fornece, tem em depósito, transporta, traz consigo ou guarda, ainda que gratuitamente, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar, matéria-prima, insumo ou produto químico destinado à preparação de drogas;
II - semeia, cultiva ou faz a colheita, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar, de plantas que se constituam em matéria-prima para a preparação de drogas;
III - utiliza local ou bem de qualquer natureza de que tem a propriedade, posse, administração, guarda ou vigilância, ou consente que outrem dele se utilize, ainda que gratuitamente, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar, para o tráfico ilícito de drogas.
§ 2o Induzir, instigar ou auxiliar alguém ao uso indevido de droga:
Pena - detenção, de 1 (um) a 3 (três) anos, e multa de 100 (cem) a 300 (trezentos) dias-multa.
§ 3o Oferecer droga, eventualmente e sem objetivo de lucro, a pessoa de seu relacionamento, para juntos a consumirem:
Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 1 (um) ano, e pagamento de 700 (setecentos) a 1.500 (mil e quinhentos) dias-multa, sem prejuízo das penas previstas no art. 28.
§ 4o Nos delitos definidos no caput e no § 1o deste artigo, as penas poderão ser reduzidas de um sexto a dois terços, desde que o agente seja primário, de bons antecedentes, não se dedique às atividades criminosas nem integre organização criminosa.

Art. 35. ( Lei 11.343/2006)- Associarem-se duas ou mais pessoas para o fim de praticar, reiteradamente ou não, qualquer dos crimes previstos nos arts. 33, caput e § 1o, e 34 desta Lei:
Pena - reclusão, de 3 (três) a 10 (dez) anos, e pagamento de 700 (setecentos) a 1.200 (mil e duzentos) dias-multa.

Resistência
Art. 329 do C.P.B. - Opor-se à execução de ato legal, mediante violência ou ameaça a funcionário competente para executá-lo ou a quem lhe esteja prestando auxílio:
Pena - detenção, de dois meses a dois anos.
§ 1º - Se o ato, em razão da resistência, não se executa:
Pena - reclusão, de um a três anos.
§ 2º - As penas deste artigo são aplicáveis sem prejuízo das correspondentes à violência.


ASCOM 19 COORPIN

SAÚDE: HEMOBA REALIZA CAMPANHA DE DOAÇÃO DE SANGUE EM PARCERIA COM A IGREJA CATÓLICA


A Fundação de Hematologia e Hemoterapia (HEMOBA) está realizando Campanha de Doação de Sangue em parceria com a Igreja Católica de Senhor do Bonfim.
Para conscientizar a população bonfinense, o HEMOBA amarrou fitas vermelhas às árvores da Praça Nova do Congresso. O Governo Uma Nova Realidade apóia a campanha e aproveita o ensejo para também conscientizar você, cidadão, a realizar este ato de cidadania e humanidade. Doe Sangue, Doe Vidas.
A unidade do HEMOBA em Senhor do Bonfim funciona na Praça Duque de Caxias, 173, ao lado do Hospital Regional.


Condições básicas para doar sangue:

Sentir-se bem, com saúde.
Apresentar documento original com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo o território nacional.
Pesar acima de 50 kg.
Ter entre 16* e 67 anos de idade.

*Podem ser aceitos candidatos à doação de sangue com idade de 16 e 17 anos somente com o consentimento formal e a presença do responsável legal para cada doação.

Recomendação para o dia da doação:
Nunca vá doar sangue em jejum.
Repouso mínimo de 6 horas na noite anterior.
Não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores.
Evitar fumar por pelo menos 4 horas antes da doação.
Evitar alimentos gordurosos.
Quem não pode doar sangue?
Quem teve diagnóstico de Hepatite após os 11 anos de idade.
Mulheres grávidas ou que estejam amamentando.
Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue, como Aids, Hepatite, Sífilis e Doença de Chagas.
Usuários de drogas.
Aqueles que tiveram relacionamento sexual, com múltiplos parceiros, nos últimos 12 meses.

O que acontece depois da doação?

O doador recebe instruções referentes ao seu bem-estar e cuidados que deverão ser tomados, tais como:
Beber bastante líquido nas primeiras 6 horas e alimentar-se normalmente.
Não fumar nas primeiras 2 horas.
Não praticar esportes radicais ou atividades de risco.

O que acontece com o sangue doado?
Todo sangue doado é separado em diferentes componentes (como hemácias, plaquetas, plasma e outros), e assim poderá beneficiar mais de um paciente com apenas uma doação. Os componentes são distribuídos para os hospitais e clínicas da cidade para atender casos de emergência, pacientes internados e pessoas com doenças hematológicas.

Isso é importante:
Embora realizados exames no sangue coletado (Hepatites, Sífilis, Doença de Chagas, HIV e outros), há um período chamado janela imunológica – espaço de tempo entre a contaminação e a positividade do teste – isso significa que a pessoa pode ter sido contaminada por um agente infeccioso e este não ser detectado através dos exames realizados. Por isso, é fundamental que você seja sincero na entrevista. Honestidade também salva vidas. Diante de um teste positivo ou inconclusivo, o doador será convocado por meio de carta para realização de um novo exame.

*Com informações do HEMOBA/SESAB

ASCOM