segunda-feira, 25 de agosto de 2014

25 DE AGOSTO DIA DO SOLDADO

SER SOLDADO

SER SOLDADO, a exemplo de uma infinidade de outras profissões, é uma dessas coisas que nos pode ocorrer, não se sabendo ao certo se a escolhemos, ou por méritos ou defeitos, fomos “escolhidos”.

SER SOLDADO, sem sombra de dúvida, é uma dádiva incomensurável, acredito que até concedida por Deus, pois, neste mundo conturbado e cheio de defeitos, alguém teria de se esmerar ao máximo, a fim de promover a manutenção da ordem, da segurança, da integridade e do respeito às pessoas de bem – chefes de família, autoridades constituídas e trabalhadores, que a cada dia se vêem ameaçados por indivíduos contrários à ordem, à justiça e às leis do país.

A tarefa é árdua e exige muito afinco, resignação e, principalmente, amor pela causa. O dia-a-dia do SOLDADO OU POLICIAL é sempre imprevisível e não raramente, lhe é exigido muito” tato”, vivacidade e perícia na resolução de problemas diversos, a despeito dos quais é solicitado pela população.

SER SOLDADO, com certeza não é conviver em meio à paz, viver num “paraíso” ou usufruir de algo extremamente compensador, muito pelo contrário:
É despedir-se da família em tom de adeus todos os dias, ao sair para o trabalho, é dar segurança para todos, sem poder proteger sua própria casa, é ter sede de justiça tendo as mãos “atadas”, é proteger um incalculável patrimônio e satisfazer-se com um ínfimo soldo.

SER SOLDADO é conviver em meio à corrupção, aos desvarios e à desonestidade, sem se deixar contaminar. É ser eficiente e sereno, mesmo quando lhe é cobrado “milagre” no combate ao bandido que rouba, estupra e tira a vida dos nossos filhos e chefes de família, sendo a ação policial, às vezes, erroneamente classificada como sendo a própria violência ou “truculência”.

Delira loucamente quem julga ser possível “doar flores” ao delinquente, aquele que está sempre à espreita, buscando oportunidade para eliminar o que, para ele, representa uma ameaça à prática da criminalidade.

SER SOLDADO é, mesmo atuando todos os dias em meio aos conflitos, manter-se tranquilo e equilibrado, …é ter a obrigação de vencer a guerra, mesmo com aparato bélico inferior, …é dar a vida para que outros sejam bem sucedidos…

É doar o sangue por amor à camisa, …é ser polivalente – de mantenedor da ordem a paramédico e parteiro de emergência – é deixar que sua vitória seja sempre em benefício da coletividade, é fazer um gol de placa sem que tenha feito algo além da esfera das suas atribuições, …é ignorar as injustiças e orgulhar-se do que faz…



SER SOLDADO , enfim, é paixão!
Pode ser ilusão…
Pode ser desilusão…
A recompensa, esta, sempre será, tão somente a certeza e o sentimento do…

… D E V E R C U M P R I D O!

Texto Extraído do Site Portal Escola

A ASPRA Bahia deseja à todos os nossos guerreiros e seus familiares um feliz dia!