sexta-feira, 8 de agosto de 2014

ECONOMIA: CLÍNICA VETERINÁRIA REALIZA PROMOÇÃO EM CASTRAÇÃO DE FELINOS


ECONOMIA: EMPRÉSTIMOS CONSIGNADOS DO INSS TERÃO LIBERAÇÃO INSTANTÂNEA


Os empréstimos consignados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) serão liberados de forma instantânea pelos bancos a partir de junho do próximo ano. Hoje, aposentados e pensionistas levam de três a oito dias para ter o dinheiro em mãos.

Como parte do processo, em dezembro deste ano, os 26 milhões de segurados do INSS poderão conferir, nos terminais de autoatendimento dos bancos onde recebem os benefícios, o histórico de empréstimos realizados e o índice de comprometimento do benefício com o financiamento, a chamada margem consignável - o segurado não pode vincular mais de 30% da renda com o crédito consignado. Essas são as duas próximas etapas do chamado projeto ECO (Empréstimo Consignado Online), desenvolvido pela Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev), em parceria com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

A ferramenta permitirá a comunicação online entre bancos e INSS. Atualmente, o procedimento é feito por meio de troca de arquivos, processo que leva ao menos três dias. O banco que oferece o empréstimo, geralmente, leva mais algum tempo para liberar os recursos após a averbação, ou seja, o registro pelo INSS.

Pelo novo sistema, o banco que oferecer o empréstimo ao aposentado ou pensionista vai consultar de forma instantânea o sistema da Dataprev para conferir a margem consignável da operação. Se o INSS liberar o empréstimo, o banco que ofertará o financiamento enviará uma TED (Transferência Eletrônica Disponível) à instituição financeira onde o pagamento da aposentadoria ou pensão é feito - esse processo leva uma hora. A confirmação do empréstimo será feita no caixa eletrônico.

Todos os bancos confirmaram que se adequarão à nova ferramenta, de olho em um mercado de R$ 72,2 bilhões. O Banco Central informou que o consignado cresceu 14% no último ano, ritmo superior ao registrado no crédito com recursos de livre aplicação pelos bancos - que se expandiu 11,5%. Esse tipo de empréstimo é atrativo aos bancos também por ter um dos mais baixos índices de inadimplência do sistema financeiro. O porcentual de atrasos dessa linha fechou junho em 1,9%, nível bem inferior aos 6,5% dos empréstimos às famílias.

ESP

NOTA DA ADESB SOBRE DESABAFO DE PROFESSORA

Caro Netto,

Faço saber resposta dada pela Associação dos Docentes de Senhor do Bonfim (ADESB) quanto a desabafo de professora sobre pagamentos de salários de professores municipais.
Segue abaixo nota da ADESB publicada em sua página no facebook (https://www.facebook.com/adesb.sindicato?fref=ts):

A ADESB – Associação dos Docentes de Senhor do Bonfim vem a público esclarecer sobre a acusação feita por uma professora anônima, que publicou nota nesta quarta-feira, 06 de agosto de 2014, no Blog Maravilha Noticias, que em um trecho da nota afirma: “Peço aqui um posicionamento do nosso sindicato ADESB, que me desculpem, mas ultimamente está sendo muito conivente”.
Gostaríamos apenas que a nobre professora, autora do referido texto, parasse um pouco e refletisse sobre os inúmeros avanços que a educação pública municipal de Senhor do Bonfim tem conquistado nos últimos anos, por meio das constantes lutas encabeçadas pela mencionada Associação de Professores, sobretudo, na garantia de salários mais justos, vantagens e melhorias das condições de trabalho, para que nossos professores desenvolvam suas atividades com um pouco mais de dignidade.
Enquanto instituição que prima pela garantia da democracia, nós respeitamos a opinião da nobre colega professora, porém acreditamos que o comentário feito publicamente por ela é, no mínimo, injusto e tendencioso, pois não retrata a realidade dos fatos.
Com relação ao “atraso” do salário do mês de julho, conforme acusa a professora, autora da nota supracitada, a ADESB não é conivente com essa situação e não se manifestou, pois como sempre, procurou agir em conformidade com a lei, que de acordo com o artigo 459, §1 da CLT, traz a seguinte orientação:
§ 1º Quando o pagamento houver sido estipulado por mês, deverá ser efetuado, o mais tardar, até o quinto dia útil do mês subsequente ao vencido.
Dessa maneira, o empregador deve pagar o salário de todos os seus servidores, no máximo até 5º dia útil de cada mês.
Veja bem, estamos falando de 5º dia ÚTIL e não “todo dia 5 de cada mês”. Dessa forma, dependendo do mês, o salário poderá ser pago no dia 06, 07, 08 e por ai vai.
Por fim, esperamos que da próxima vez, a colega professora possa procurar a diretoria da ADESB, bem como sua assessoria jurídica, que está acessível em todos os momentos para orientar e prestar maiores informações, para que injustiças como essa não venham ocorrer outras vezes, afinal de contas, lutamos pela garantia dos direitos de nossos associados, dentro do que a lei nos assegura.

Direção da ADESB.

Em sua página no Facebook alguns comentários de outros  professores, questionam o desempenho da entidade, confiram no mesmo endereço.

COTIDIANO: O BRASIL, O SURREALISMO DE SUAS LEIS E O GARROTEAMENTO DO POVO: O CASO DOS LIXÕES

Paulo Machado – Ex-prefeito de Senhor do Bonfim - Bahia

Julgamos que um dos princípios que devem embasar as leis é o princípio da razoabilidade. Que poderia ser traduzido por princípio da viabilidade. Creio que isto pode ser tranquilamente aplicado à lei promulgada em 2010, que proíbe os lixões e determina que as prefeituras deveriam ter concluído, até 2 de agosto deste ano, a destinação adequada para o lixo inaproveitável.

Esperava-se da Ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, mais que as ameaças que vem fazendo à metade dos municípios brasileiros (somente 2.202 municípios, de um total de 5.570, criaram medidas para garantir a destinação adequada do lixo não reciclável ou não destinado à compostagem.) Principalmente quando se sabe que dentre todos os estados brasileiros , somente três possuem plano de resíduos sólidos: Ceará, Maranhão e Rio de Janeiro.

Argumenta a ministra que há quatro anos vêm sendo disponibilizados R$ 1,2 bilhão para que estados e municípios realizassem o planejamento das ações e iniciassem medidas em vista ao cumprimento da nova legislação de resíduos sólidos. Fui prefeito durante quatro anos e lutei para ter acesso a esses recursos, e não os consegui. A duras penas o município de Senhor do Bonfim obteve em 2012 quase um milhão de reais para a elaboração do Projeto de Saneamento Básico, que se encontra, creio eu, em andamento, pois realizamos a licitação referente a esses recursos empenhados.

MUTIRÃO DE MATRICULAS ANHANGUERA UNIDERP!

Dia 09/08 - 9 horas às 17 horas.
Contato: (74) 3541-5865/ 3541-4717


QUEM MANDA É O POVO: POPULAÇÃO BONFINENSE FICARÁ SEM MÉDICO NO SAMU NOS FINAIS DE SEMANA, A PARTIR DESTA SEXTA


Sem médico uma unidade de atendimento não pode sair da base para socorrer pacientes, apenas pode fazer serviço de condução de vitimas para o hospital.

Quem sofre realmente é o povo, diferentemente do que foi prometido em campanha eleitoral em 2012, quando se falavam em palanques e era dito publicamente que seria prioridade a SAÚDE em Senhor do Bonfim, o atual gestor conseguiu a maioria dos votos dos eleitores bonfinenses, e ainda se falava em novos tempos, tanto que seu governo se denomina “UMA NOVA REALIDADE”.

Dentre tantos problemas no município, por essa ninguém esperava, acaba de ser publicado no site da prefeitura, uma nota informativa, com o objetivo de dizer à população desta cidade que o povo que já não goza de boa saúde, agora a partir desta sexta (08), irá ficar sem médico no SAMU, sob alegação de que não tem condições de pagar o que foi solicitado por médicos da região que seria R$ 2.200,00, por escalas nos finais de semana, o município alega que tentou reajustar de R$ 1.600,00 para R$ 1.800,00, o que foi rejeitado pelos profissionais.

E mais uma vez assim como aconteceu com a esquecida CASA DE CUSTÓDIA, que depois que já não existia mais jeito, tentaram simular audiências, com 30, 50 pessoas, e depois dizer que foi o povo quem decidiu. No caso dos plantões de final de semana sem médico, isso já havia sido discutido entre eles desde 30 de julho e só agora que a bomba estourou se vem com ideia de se fazer audiência pública pra quê?

O pior de tudo isso é que autoridades que também poderiam estar cobrando serviços essenciais, infelizmente não estão nem ai, para o que o povo vem enfrentando, prova disso é que nem sessão aconteceu na noite dessa quinta-feira, talvez eles já trabalham demais, pra ter que sair de suas casas nessa chuva. O que fizeram os nossos vereadores?

Fica então mais uma pergunta: Será que R$ 400,00, que poderiam ser acrescidos no pagamento aos profissionais em um plantão de final de semana, representa mais que a vida de bonfinenses que eventualmente poderão precisar de socorro do SAMU, a partir desta sexta-feira?

Sem médico uma unidade de atendimento não pode sair da base, para socorrer pacientes, apenas pode fazer serviço de condução de vitimas para o hospital.

Será que a cidade de Bonfim, assim como fez com a presidência do Consorcio de Desenvolvimento Sustentável do Piemonte Norte do Itapicuru, irá também renunciar a sede do SAMU Regional?


Maravilha Notícias