terça-feira, 30 de setembro de 2014

PREFEITURA DE JAGUARARI RECEBE MAIS UMA AMBULÂNCIA DA SESAB


Para melhorar ainda mais a saúde no município, Jaguarari foi contemplado, esta semana, com uma nova ambulância, através da Secretaria Estadual de Saúde (SESAB). A ambulância veio para beneficiar a população, no sentido de oferecer mais conforto ao transportar os enfermos e agilizar o pronto-atendimento dos bairros e da zona rural do município.

“É mais uma importante conquista para a administração e, acima de tudo, para a comunidade Jaguarariense. A nova ambulância faz parte de uma série de melhorias que estamos implantando desde o inicio do governo Minha terra, meu futuro”, ressaltou a secretária Izabela Priscilla.

De acordo com o prefeito de Jaguarari, Antônio Nascimento, a ambulância vem para suprir as necessidades da Secretaria Municipal da Saúde. “Esta é mais uma conquista importante para o povo de Jaguarari. Isso mostra o grande objetivo da gestão, que é sempre buscar cada vez mais benefícios para o município”, finalizou o prefeito.


Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Jaguarari
Governo: “Minha terra, meu futuro”.

PARTICIPE DA ENQUETE SOBRE CURSOS PARA A FACULDADE ANHANGUERA POLO SENHOR DO BONFIM

ATENÇÃO: A Faculdade Anhanguera UNIDERP quer ouvir você. Qual dos cursos abaixo você gostaria de cursar em Bonfim?


Engenharia de Produção (02 vezes por Semana)

Engenharia da Computação (02 vezes por Semana)

Enfermagem (03 vezes por Semana)

Licenciatura em Educação Física (01 vez por Semana)

Tecnólogo em Gestão Ambiental (01 vez por Semana)

Tecnólogo em Estética e Imagem Pessoal (01 vez por Semana)

A Faculdade Anhanguera UNIDERP, agradece a sua participação.

Visite nossas instalações:
Rua Visconde do Rio Branco, 42, Centro - Senhor do Bonfim-BA
Telefone: (74)3541-5865

ARTIGO: VOCÊ SABE O QUE É VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA?



O momento do nascimento de um filho é um dos momentos mais marcantes na vida de quem é mãe, e nesse rito de passagem é importante que a mulher esteja segura e acolhida. Mas infelizmente, uma em cada quatro mulheres brasileiras que deram a luz em hospitais públicos ou privados relatam ter sofrido algum tipo de agressão durante o parto. É o que aponta uma pesquisa da Fundação Perseu Abramo, de 2011.

O exame de toque feito sem necessidade e com brutalidade, impedir que a mulher seja acompanhada por alguém de sua preferência, pedir para a mulher não gritar na hora do parto normal, a episiotomia indiscriminada – o corte entre o ânus e a vagina para facilitar a saída do bebê, realizar qualquer procedimento SEM PEDIR PERMISSÃO da mulher, tudo isso é violência obstétrica.

O alto índice de cesarianas, que chega a 40% no Sistema Único de Saúde (SUS) e a 84% nos hospitais privados, contra um índice de 15% referido como aceitável pela Organização Mundial de Saúde (OMS), também é considerado violência obstétrica.

Para que essa realidade mude é preciso compreendê-la e denunciar! As denúncias podem ser feitas para o Ministério Público Federal, e os serviços de utilidade pública do executivo federal pelos números 180 e 136.

Pelo parto humanizado e o direito de ser mulher!

Direitos Humanos Brasil
Organização governamental

POLICIAL: CATEGORIA DECIDE REALIZAR NOVA PARALISAÇÃO NOS DIAS 30 E 1º DE OUTUBRO


Em assembleia promovida pelo SINDPOC ainda dia 15 de setembro, a categoria decidiu paralisar as atividades por 48h nos dias 30 e 1º de outubro (início às 8h do dia 30 até às 8h do dia 2), pois até a data o governo não havia publicado a lista final dos promovidos. As promoções deveriam ter sido divulgadas em abril.

O presidente do sindicato Marcos Maurício observa que o Governo do Estado está descumprido dois acordos: um firmado em 2009, em relação à promoção da classe III para II; e outro firmado em 2012, correspondente à promoção da classe II para I. Conforme Marcos, a relação de promovidos deve conter o nome de 1460 profissionais. “Os processos de promoção foram previstos no art.8º da Lei nº 12.601, e não existe dualidade em artigo de lei. Ou por má fé o governo nos passou o dado quantitativo errado, ou por despreparo da atual gestão”, analisou ao ressaltar que a promoção é importante e motivacional para o policial, já que é o reconhecimento de sua dedicação e empenho no exercício da carreira.

De acordo com o sindicalista Segurança Pública é um serviço essencial, mas infelizmente a atual gestão não dá a devida assistência aos funcionários do setor, que são deixados de lado por questões políticas partidárias. “São criados vários projetos que não dão resultado porque são generalistas, quando o necessário é ir à raiz do problema. Isso acontece em razão de uma gestão ruim e ultrapassada, que beneficia somente os gestores (na briga de poder) e não a sociedade”, lamentou.
Com as atividades paralisadas ou não, no dia 30, a partir das 9h, haverá uma nova assembleia da categoria no auditório da Associação dos Funcionários Públicos do Estado (AFPEB), região central de Salvador. Em um ato humanitário, na ocasião os policiais irão doar sangue. Uma unidade móvel do Hemoba deve estar no local.


ASCOM SINDPOC

DESABAFO: CRIANÇA BATEU COM CABEÇA APÓS ATROPELAMENTO E FICA INCONTROLÁVEL EM BONFIM



Quem puder e desejar ajudar a criança, seus pais moram no Conjunto Habitacional Monte Alegre II, quadra 05, casa 01. TELEFONE: 74 9102 7490

Uma situação que merece a atenção das autoridades de Senhor do Bonfim, parece mais uma vez passar despercebida.

Na última sexta-feira (26), o garotinho de apenas cinco anos, foi atropelado quando brincava próximo a escola Moranguinho, onde estuda, localizada na Rua São João, bairro São Jorge, sendo socorrido pelo motorista até o hospital.


Segundo seu pai, senhor Adailton, seu filho foi atropelado e levado ao Hospital D. Antônio Monteiro, onde disse que apenas foram dados uns pontos no corte e mandaram o menino ir pra casa, “cheguei lá o médico mandou dar uns pontos, fazer o curativo e mando ir embora, eu ainda insisti a ele pra passar uma tomografia pra fazer, ele disse que não era necessário e que não precisava, viemos embora, quando foi no sábado ele começou a dar crises, deu uma às 11hs, levamos de novo ao hospital, depois às 16hs, outra crise levamos o médico deixou em observação até às onze horas da noite, já no domingo liberou a gente veio embora, quando foi meio dia do domingo retornou a dá convulsão, ai levamos, lá o médico pediu transferência para Petrolina, e foi no SAMU, chegou lá fez tomografia e não deu nada, ai ontem o médico liberou, e agora ele está nessa situação”. Disse o senhor Adailton.

Ainda de acordo com a mãe senhora Rita de Cássia, desde que nasceu foi diagnosticado que o menino não podia levar pancada nenhuma na cabeça, “ele vinha fazendo uso de um medicamento durante três anos, e de três em três meses ele vinha fazendo acompanhamento médico na Clinica Popular, pelo SUS, só que suspenderam o atendimento pelo SUS, a gente sem condições de pagar particular, ele ficou sem tomar o medicamento, quando é agora acontece isso, não sabemos se devido a pancada afetou, e o médico mandou continuar tomando o medicamento”, disse o pai.

Os pais, vizinhos confirmam que o menino desenvolvia sua vida normalmente, brincava, estudava tudo normalmente, e faz um apelo à sociedade, “eu queria quem pudesse colaborar com a gente pra gente levar ele novamente a um neuro, pro médico pedir outros tipos de exames, pra poder saber o que ele tem pra ficar fazendo um acompanhamento, estou muito preocupado dele ficar nessa situação difícil assim né, então queria que quem pudesse nos ajudar” em lágrimas disse o pai.

Quem puder e desejar ajudar a criança, seus pais moram no Conjunto Habitacional Monte Alegre II, quadra 05, casa 01. TELEFONE: 74 9102 7490


Maravilha Notícias