segunda-feira, 14 de março de 2016

COMPROMISSO: SEBRAE INCENTIVA PEQUENOS NEGÓCIOS A COMBATER O VÍRUS ZIKA

A campanha #SaiZikadoMeuNegócio será veiculada nas redes sociais para conscientizar empreendedores baianos

Por: Isabel Tavares

Salvador - Já são mais de 20 estados infectados com a epidemia do zika, vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, também responsável por disseminar a febre chikungunya e a dengue. O surto alarmante tem levantado ações de mobilização em todo país, e o Sebrae Bahia lança uma iniciativa para conscientizar os pequenos negócios a combater a proliferação do mosquito, a campanha digital #SaiZikadoMeuNegócio.

Veiculada no Facebook e noTwitter, a campanha busca mobilizar os empreendedores baianos e a sociedade em geral.

O superintendente do Sebrae Bahia, Adhvan Furtado, explica que guiar o empresário a manter o local de trabalho sadio também é uma responsabilidade da instituição. “Separar o lixo e organizar o estoque, além de facilitar o gerenciamento do negócio, pode salvar vidas. Orientar sobre a importância de um ambiente saudável para o melhor desempenho de micro e pequenos negócios também é papel do Sebrae, por isso estamos juntos nessa campanha”, esclarece.

Os empresários também podem informar sobre prováveis criadouros do Aedes aegypti por meio do aplicativo Caça Mosquito, desenvolvido pela Secretaria de Saúde da Bahia, disponível para download nos sistemasAndroid e iOS. Os usuários não precisam se identificar, apenas fotografar os casos e informar a localização por GPS. A partir disso, as informações são encaminhadas para os órgãos municipais responsáveis, para as devidas providências.

Em caso de suspeitas ou sintomas de chikungunya, zika ou dengue, a pessoa deve procurar uma unidade de saúde mais próxima de sua residência. Para enviar dúvidas ou sugestões sobre o assunto, ligue para a Secretaria da Saúde de seu município ou acesse o link.

Dicas para os pequenos negócios

- Utilize telas de proteção ou mosquiteiro nas janelas e portas dos estabelecimentos;

- Mantenha o ambiente refrigerado e protegido com inseticidas eficientes;

- Oriente os colaboradores para utilização diária de roupas compridas e repelentes;

- Mantenha baldes e garrafas virados para baixo, e privadas com tampas fechadas;

- Evite goteiras e acúmulos de água parada nos estabelecimentos;

- Atenção com o manuseio do lixo: retire-o todos os dias, utilizando sacos plásticos bem lacrados;

- Nos depósitos, evite sujeira e focos de água parada;

- Lave com água, sabão e escova ou esponja todos os recipientes usados para guardar água, pelo menos uma vez na semana;

- Mantenha a sua equipe informada por meio de sites institucionais, como os das Secretarias de Saúde e do Ministério da Saúde.