segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

RELIGIÃO: ORDENAÇÃO DIÁCONO LUAN SALDANHA


“VIRTUS ALTISSIMI OBUMBRABIT TIBI” (LUCAM 1,35)

“Desde o tempo apostólico, aparece com particular relevo, entre os Ministérios destinados ao bem do Corpo Místico de Cristo, o Diaconato, sempre tido em grande estima na Igreja. Por esse motivo, esta função floresceu de maneira admirável, oferecendo ao mundo um testemunho magnífico de amor a Cristo e aos irmãos”.

Quis a Divina Providência, que fosse ordenado para este Ministério, Luan Cordeiro Saldanha, quando ingressa na ordem eclesial, nesta grande Solenidade da Imaculada Conceição de Maria, Esposa do Espírito Santo e Santuário da Santíssima Trindade.

Aquilo que dissera o Arcanjo, transmitindo uma promessa do Senhor na anunciação, torna-se hoje, realidade vibrante de atualidade na vida daquele que será Ordenado Ministro da Igreja de Deus: “A força do Altíssimo te envolverá” (Lc 1,35). É, pois, neste clima, que a Diocese de Bonfim celebra este acontecimento festivo, cuja realização se dá numa expressiva manifestação do audacioso amor de Deus. “

Assim, neste dia 8 de dezembro de 2016, na Solenidade da Imaculada Conceição de Maria, dogma este proclamado pelo Papa Pio IX em 1854. Às 19h30 na presença de presbíteros, diáconos, seminaristas, religiosos e religiosas, vocacionados de diversas paróquias e dioceses, autoridades, familiares e todo povo de Deus foi proclamado o diaconato de Luan Cordeiro Saldanha, onde tivemos a Santa Missa celebrada pelo Excelentíssimo Senhor Dom Francisco Canindé Palhano, Bispo da Diocese de Bonfim.

Após anunciada a Liturgia da palavra, deu-se início ao Rito da Ordenação onde o Senhor Bispo exaltou o Senhor Deus através de seu filho Jesus Cristo realizando a Imposição das Mãos. Seguiu-se com a Prece de Ordenação. Dando continuidade, aconteceu a imposição das Vestes Diaconais e entrega do Livro dos Evangelhos. Finalizando a Solenidade, o Diácono Luan Cordeiro Saldanha realizou seu pronunciamento emocionado e se remeteu aos pais lembrando-os como seu alicerce e das práticas Marianas que desde a infância eram presentes na sua casa principalmente através da oração do Santo Rosário.

Após a Celebração houve um momento de partilha e confraternização desse momento tão importante.

Pascom Bonfim